terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Jornal DeFato Edição 19


DESTAQUES DA EDIÇÃO

Toninho questiona autonomia de Dr. José - Em entrevista exclusiva ao DeFato o vice-governador eleito Antônio Andrade admitiu sua preocupação com a dívida do Estado, garantiu a realização de obras na região, revelou que vai indicar o ex-prefeito Orlando Fialho para um cargo no governo e manifestou insatisfação com a administração de José Benedito      (Página 9)

Convênio da Mentira - Ex-prefeito Orlando Fialho desmentiu as acusações do prefeito Zé Benedito e esclaresceu a verdade sobre o convênio para obras na área das dolinas  (Página 3)

Lagamar: Oposição elege novamente a presidência da Câmara. Marcinho do São Brás toma posse no dia 01/01 (Página 11)

Guarda-Mor: Credivaz realiza pré-assembleia - Agência da cooperativa já lidera o movimento bancário da cidade. (Página 5)

Lagoa Grande: Inaugurada a ponte no Rio Taboca. Prefeito inaugurou obra inacabada da administração passada (Página 7)


















terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Sob ataque, Petrobras bate novo recorde de produção


Em meio a um furacão de denúncias de corrupção e pedidos para a saída da presidente, Graça Foster, a Petrobras divulgou na manhã desta terça-feira 23 um resultado recorde de produção, cuja marca anterior era de 27 de dezembro de 2010. Os números trouxeram ganhos aos papéis da estatal do petróleo na Bovespa, que subiram quase 6% nesta terça-feira. Leia abaixo reportagem da Agência Brasil sobre o resultado:
Petrobras tem novo recorde com produção de 2,29 milhões de barris
A Petrobras atingiu, no último domingo 21, um recorde de produção diária de petróleo e gás natural liquefeito (GNL), com 2,29 milhões de barris. O recorde anterior era de 27 de dezembro de 2010, quando a estatal havia produzido 2,26 milhões de barris. De acordo com a empresa, o recorde de produção foi alcançado devido à instalação de nove plataformas em 2013 e 2014, nas bacias de Santos e Campos. Além disso, houve ganhos de eficiência em plataformas antigas, que já operavam na Bacia de Campos, e de melhorias operacionais nas unidades do Norte e Nordeste. A Petrobras também bateu recorde de produção de petróleo na camada pré-sal, ao chegar à marca de 700 mil barris diários no dia 16 de dezembro. Segundo a estatal, o resultado foi conseguido com a contribuição de 34 poços produtores. Desses poços, 16 estão na Bacia de Santos e respondem por 61% do volume total produzido. O restante (18) está na Bacia de Campos e responde pelos 39% restantes. O petróleo é extraído do pré-sal por 12 diferentes plataformas, das quais oito atuam exclusivamente nesses reservatórios, que ficam abaixo de uma espessa camada de sal localizada sob o leito do oceano. 


segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Pesquisa aponta todos os impactos da mineração

Durante os últimos três anos, pesquisadores do Centro de Tecnologia Mineral (Cetem) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação estudaram 105 territórios em 22 estados brasileiros que sofreram impactos da mineração e confirmaram  que a extração de minerais é uma atividade “extremamente impactante nas regiões onde está instalada. Ela gera um conjunto de consequências ambientais e socioeconômicas”, de acordo com o pesquisador do Cetem, Francisco Rego Chaves Fernandes.
A pesquisa resultou no livro “Recursos Minerais e Comunidade: impactos humanos, socioambientais e econômicos”, que pode ser baixado na internet para consulta na página do Cetem (www.cetem.gov.br). Francisco Fernandes  relatou que as consequências são verificáveis em termos de queixas das populações, danos à flora, à fauna e à água e poeira no ar.
Doutor em engenharia mineral, Fernandes explica que uma das questões ambientais  mais complicadas nos  territórios de mineração diz respeito à água, pois “o reuso da água ainda é um sonho e as práticas de sustentabilidade estão muito atrasadas”. Ele lembrou que o Brasil depende hoje de um modelo exportador que gera riqueza e reservas importantes para o país mas, ao mesmo tempo, os territórios acabam sendo fragmentados com isso. “Há um conflito muito grande porque o país tem muitas áreas sensíveis, como as áreas indígenas, de populações tradicionais como os quilombolas e áreas de preservação ambiental, o que resulta em muitas queixas”.
Fernandes destacou o papel importante desempenhado pelo Ministério Público Federal (MPF), que tem exigido que as mineradoras se comportem o mais possível dentro de boas práticas sustentáveis. “Mas esse é um caminho muito longo. A impressão que dá é que somos muito permissivos com isso”. Segundo ele, em muitos países, além de uma licença ambiental, se exige que a atividade mineradora  negocie previamente uma licença social com a população do território onde pretende se instalar.
Há no Brasil,   conforme Fernandes, “uma licença ambiental pouco fiscalizada e bastante frouxa e nenhuma licença social, e a mineração parece ter predominância sobre tudo e sobre todos”. O resultado apresenta, de um lado, montanhas de dólares e de outro, cidades inchadas como Carajás, no Pará, principal empreendimento minerador brasileiro, que em dez anos viu a sua população crescer 300%, indicou.  Em contrapartida, os serviços de infraestrutura, entre os quais se destaca o saneamento básico, são precários, afirma o pesquisador.
Um abuso  detectado em territórios indígenas são os garimpeiros que entram para pegar ouro e diamantes e os assoreamentos provocados nos rios por materiais para uso imediato da construção civil. A produção é de baixíssimo teor de ouro, porque uma tonelada de terra tem apenas  um grama de ouro. “Isso é feito com água, com produtos químicos”, segundo Fernandes.
De acordo com o estudo, estão em funcionamento no país 3 mil minas e 9 mil mineradoras, além de uma centena de garimpos legais e clandestinos. O setor mineral emprega cerca de 200 mil trabalhadores e responde por 4% do Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma dos bens e serviços fabricados no país. Os investimentos programados pelo setor somam US$ 75 bilhões entre 2012 e 2016.
O estudo aponta que os estados com maiores problemas são Minas Gerais e Pará, “porque são os maiores estados produtores de substâncias minerais metálicas, como ouro, zinco, chumbo, minério de ferro, bauxita, que é o minério do alumínio, cujos problemas são mais complicados”.
Fernandes acredita que o estudo poderá servir de subsídio ao Congresso Nacional para a votação do marco mineral brasileiro: “É importante quando a gente mostra os impactos socioeconômicos da mineração”. Ele levanta questões como empobrecimento, aumento da prostituição e, em alguns casos,  trabalho infantil em regiões mais longínquas, como Marabá (PA), onde crianças e jovens, na faixa de 12 a 14 anos, são colocados para trabalhar  com carvão vegetal para produção de ferro gusa. Sem falar nos impactos ambientais, com destaque para poluição da água, assoreamento dos rios, desmatamento, erosão, mudança da paisagem do solo, danos à flora e à fauna.
Segundo o pesquisador, o estudo pode subsidiar também o MP, associações e movimentos sociais que tratam dessas questões, e caminhar  para casos de sucesso, que seriam acordos  entre mineradoras e comunidades afetadas para que a atividade fosse sustentável ou controlável.
Nesse sentido, salientou o acordo firmado entre a empresa Alcoa e a população ribeirinha do município de Juruti (PA), após intenso conflito. A mineradora investiu US$ 1 bilhão no empreendimento e a  contrapartida para os moradores somou  US$ 40 milhões, sob a forma de escolas, hospital e ações de empreendedorismo, que criaram  uma economia local que gera renda e emprego na própria região.
Procurado para comentar o estudo, o  Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), representante das empresas e instituições que atuam no setor, está em recesso a partir de hoje (22), até o dia 4 de janeiro de 2015.

Globo não se conforma, mas perdeu: Graça fica

A Rede Globo, na edição do Jornal Nacional desta segunda-feira 22, preparou cuidadosamente o terreno para apresentar, no final do programa, uma entrevista exclusiva com a presidente da Petrobras, Graça Foster. Antes de abrir espaço para Graça, o JN repetiu a entrevista dada pela ex-gerente Venina Velosa ao Fantástico, na véspera. Foram sete minutos de exposição. Mais cedo, todos os outros telejornais da emissora dedicaram largos espaços para o repeteco das palavras de Vanina. Após a exibição da entrevista gravada de Graça, que ocupou sete minutos, a Globo deu um réplica de Venina, na voz da âncora Sandra Annemberg. Mesmo assim, a principal informação dada por Graça na entrevista não foi desmentida:
- Ela (Venina) não entrou na sala e disse que ia fazer uma denúncia. Ela nunca fez uma denúncia, afirmou e repetiu Graça no ponto mais importante da entrevista. Como se sabe, Venina alega ter feito denúncias diretamente à Graça, em e-mails e, também, pessoalmente.
- Nem em reuniões de diretoria, que eu não costumo perder, nem em reuniões de comissões ela fez qualquer denúncia, enfatizou Graça.
- Em nossas conversas, falamos uma vez sobre preços mais altos em contratos, prazos mais longos do que o previsto e de como adotar procedimentos para mudar isso, mas nunca houve denúncia, completou Graça.
- Num e-mail de 2009, ela falou sobre o setor de Comunicação e nós mudamos o que havia. Ela também me mandou e-mail de feliz aniversário e me cumprimentando pela posse, lembrou, com ponta de ironia, a presidente da Petrobras.

sábado, 20 de dezembro de 2014

OPORTUNIDADE: COMPRAMOS SEU IMÓVEL

COMPRAMOS CASA NO CENTRO, que tenha:

- Documentação atualizada ou boa procedência
- Tamanho médio
- 3 Quartos e outras dependências básicas
- Construção nova
- Boa localização

Valor do investimento: até 230 mil reais

Informações: 34 9961 4505 (vivo) ou 9153 4085 (tim)

Carreta tomba em frente à Câmara Municipal de Vazante





Uma manobra radical pode ter sido a causa que provocou um acidente no estacionamento do Posto 2000, na manhã deste sábado em Vazante. A carreta placas HFB 8580 de Uberlândia, pertencente à TransGrãos de Patos de Minas estava estacionada no pátio do auto-posto junto a outros caminhões da empresa. Pessoas que passavam pelo local deram conta que o motorista deslocou-se do pátio para ter acesso à AV. Tancredo Neves, mas teria perdido o controle do veículo que caiu em plena Rua Machado Diniz, à porta da Câmara Municipal de Vazante. Toda a carga de milho em palha caiu na pista. A área foi isolada e o condutor do veículo teve apenas escoriações leves.


quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

PT e movimentos sociais organizam caravanas para posse de Dilma




O ministro da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse nesta quinta-feira 18 que o PT e os movimentos sociais e sindicais estão organizando caravanas a Brasília para participar da posse de Dilma Rousseff em 1° de janeiro. O objetivo, segundo ele, é fazer da posse uma festa de celebração da vitória na disputa eleitoral e mostrar que a presidenta tem respaldo popular. "A ideia é fazer da posse um apoio forte à presidenta para que ela sinta que tem apoio popular, para que ela se sinta respaldada para fazer as mudanças que precisa fazer. E, ao mesmo tempo, para que o país veja que ela tem legitimidade e apoio popular e, com isso, desencorajar eventuais aventureiros que queiram trabalhar essa ideia da deslegitimação do governo dela, da ilegitimidade do governo dela", disse o ministro. "Vai ser uma posse com um caráter marcadamente político", acrescentou. Segundo Carvalho, a meta é encher a Praça dos Três Poderes, de onde o público acompanhará o discurso de Dilma no parlatório do Palácio do Planalto. Para isso, movimentos sociais e sindicais organizam caravanas com militantes de todo o país. A conta será paga pelas entidades e pelo PT, sem dinheiro do governo, de acordo com o ministro. O partido montará um palco na praça com atrações como o cantor Chico César e o rapper GOG e cogita até organizar um Réveillon popular na Esplanada dos Ministérios para os militantes que chegarem à capital federal na noite de 31 de dezembro. Na cerimônia de posse, Dilma sairá em carro aberto da Catedral Metropolitana de Brasília em direção ao Congresso Nacional, onde será recebida pelos presidentes da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). No Parlamento, ela fará o juramento e discursará. Em seguida, do lado de fora do prédio, será saudada com 21 tiros de canhão e passará em revista a tropa formada em sua homenagem. Do Congresso, ela irá para o Palácio do Planalto e, já com a faixa presidencial, fará um discurso no parlatório. Em seguida, dentro do palácio, dará posse aos ministros de sua equipe, receberá os cumprimentos de autoridades e posará para fotografias oficiais. A última etapa da cerimônia de posse será um coquetel no Palácio Itamaraty, sede do Ministério das Relações Exteriores, com autoridades e convidados internacionais, inclusive chefes de Estado e de Governo.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Sobe para 52% a provação do Governo Dilma



A avaliação do governo da presidente Dilma Rousseff segue praticamente estável em dezembro, apesar da forte repercussão entre a população do escândalo de corrupção na Petrobras, mostrou pesquisa CNI/Ibope neste quarta-feira. A avaliação ótima/boa do governo passou para 40 por cento em dezembro, ante 38 por cento em setembro, segundo levantamento encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o primeiro do Ibope após a eleição presidencial de outubro. A avaliação ruim/péssima foi a 27 por cento, ante 28 por cento. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais. O percentual dos que consideram o governo regular é de 32 por cento, ante 33 por cento há três meses. Se a avaliação segue praticamente estável, Dilma viu sua popularidade aumentar, com números melhores tanto na aprovação em sua maneira de governar como na confiança que a população tem na presidente. A aprovação pessoal da presidente foi para 52 por cento, ante 48 por cento, enquanto a desaprovação está em 41 por cento, ante 46 por cento. Já o percentual dos que confiam em Dilma aumentou para 51 por cento, ante 45 por cento em setembro, enquanto os que não confiam diminuíram para 44 por cento, ante 50 por cento. Esses resultados aparecem em um momento em que a corrupção na Petrobras foi o tema do noticiário mais lembrado pela população, com 31 por cento mencionando a operação Lava Jato da Polícia Federal e 19 por cento as notícias sobre as prisões de diretores da Petrobras. O Ibope ouviu 2.002 pessoas em 142 municípios entre os dias 5 e 8 de dezembro.

Polícia apreende cerca de 140 kg de drogas em Coromandel



Sete pessoas foram detidas em uma estrada vicinal próximo ao km 375 da MG-188, em Coromandel, no Alto Paranaíba, nesta terça-feira (16). As idades ainda não foram informadas. A Polícia Militar (PM) continua os rastreamentos para encontrar mais suspeitos, que fugiram durante a abordagem. Cerca de 140 kg de drogas foram apreendidos, além de veículos e dinheiro. A PM recebeu informações de uma movimentação suspeita na estrada vicinal. Segundo o denunciante, havia vários veículos em uma chácara. A polícia foi até o local e confirmou o fato.  Tudo foi filmado e fotografado pelos militares. Os policiais também viram que um dos suspeitos entregava tabletes de drogas a outras três pessoas, que colocavam os entorpecentes nos veículos.
No momento da abordagem, dois suspeitos, conhecidos no meio policial, fugiram por um matagal. Quatro homens e três mulheres, de idades ainda não divulgadas, foram detidos. A polícia constatou que a chácara funcionava como laboratório para manuseio, armazenagem e preparo de drogas. Foram apreendidos 115 tabletes de maconha, sete tabletes de cocaína, 12 tabletes de crack, duas sacolas com ácido bórico, quatro munições intactas calibre 40, R$ 14.828 em dinheiro, diversos materiais para o preparo da droga, seis veículos. Segundo a polícia, um dos suspeitos revelou que a droga seria revendida em Patrocínio. Os envolvidos receberam voz de prisão por associação ao tráfico, formação de quadrilha, associação criminosa e favorecimento pessoal, sendo conduzidos à delegacia. Rastreamentos continuam no local, sendo realizado cerco no perímetro e buscas na mata com o intuito de localizar os outros suspeitos.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Ex-prefeito de Paracatu é acusado de matar funcionário de cooperativa de leite



O ex-prefeito de Paracatu, na Região Noroeste de Minas, e candidato a deputado federal em 2014 Antônio Arquimedes Borges de Oliveira é acusado pela Polícia Civil de envolvimento na morte de um funcionário da Coopervap (Cooperativa Agropecuária do Vale do Paracatu Ltda). O crime ocorreu em 1995 e seria uma queima de arquivo, segundo as investigações. A vítima, Eustáquio Porto Botelho, denunciou na um esquema de fraude milionária de adulteração do leite e de fiscalização do produto. De acordo ainda com a polícia, uma empresa de nome Sonata foi criada em Brasília e tinha como sócio fictício Antônio Arquimedes de Oliveira. A firma recebia a produção de leite da Coopervap, sendo que o lucro era aplicado em investimentos financeiros e, depois de 15 dias, o dinheiro era devolvido ao caixa da cooperativa sem a capitalização dos juros. Atualmente, pelos cálculos da polícia, a cooperativa movimenta cerca de R$ 200 milhões por ano. A trama criminosa envolveu políticos. Apontado com agiota, Eustáquio Porto Botelho chegou a denunciar o crime e acabou sendo demitido da Coopervap. Entretanto, a vítima acionou a Justiça para retornar ao trabalho e consegui estabilidade no emprego. As investigações se prolongaram por 19 anos e a polícia descobriu que, além Antônio Arquimedes e Oliveira, outras duas pessoas estavam ligadas à queima de arquivo. O político é o mandante do crime o contratou "Moises do São Domingos" ou "Jagunço", João Luiz Santana Simão e Eurípedes Gomes dos Santos para matar o homem. A vítima foi morta em uma região próxima de Paracatu e teve o corpo ocultado. Na época do homicídio, Moises era assaltante de banco em São Paulo e fugiu para Paracatu, onde conheceu Oliveira e virou cabo eleitoral do ex-prefeito do município. Somente Eurípedes ainda está vivo, de acordo com a Polícia Civil. O crime foi denunciado pelo Ministério Público em 22 de outubro deste ano e Antônio Arquimedes ainda é acusado de ameaçar de morte uma delegada do Ministério do Trabalho.

domingo, 14 de dezembro de 2014

Ex-prefeito é acusado de estupro e preso

O ex-prefeito de Patrocínio, Júlio César Elias Cardoso, foi detido na noite de sábado (13) sob suspeita de abusar de uma menina de sete anos, amiga de sua filha. Segundo o Boletim de Ocorrências registrado pela polícia, a garota brincava na casa do suspeito, quando ele teria se aproveitado de uma oportunidade em que ela ficou sozinha para obrigá-la a colocar a boca em seu pênis. À polícia, Júlio César negou as acusações e disse que se trata de perseguição política.


Ainda de acordo com o BO, a menina chegou em casa chorando e relatou os fatos para familiares, que procuraram a polícia. Uma guarnição foi encaminhada à residência do suspeito, que foi autuado por estupro de vulnerável. O ex-político foi encaminhado para o presídio de Patrocínio neste domingo (14), onde deve permanecer até posicionamento da Justiça, já que, o crime pelo qual ele está sendo acusado, não cabe fiança.

Detentos usam serra para fugir de cadeia em Vazante

Com a ajuda de uma serra, três detentos conseguiram na sexta-feira (12) cortar as grades de uma das celas e escapar. Somente um deles foi apreendido à tempo por um policial civil que estava de plantão na cadeia. Jucemario dos Santos Cardoso, de 36 anos, e Tadeu Henrique Monteiro dos Santos, de 24, ainda estão sendo procurados. O primeiro cumpria pena por tráfico de drogas. Já o segundo foi preso ao tentar jogar drogas na cadeia. O terceiro detento, Geraldo Antônio Moreira, de 20, cumpre pena por homicídio, tráfico e roubo. A movimentação dos presidiários foi vista pelo policial civil por meio do sistema de vigilância quando eles já estavam perto de deixar o local. O agente deu a volta na cadeia e conseguiu alcançar Geraldo quando ele já estava na rua.


Segundo informações, a cadeia que comporta 34 pessoas conta atualmente com mais de 50 detentos. Os presos são divididos em sete das oito celas existentes e vigiados por um agente penitenciário por turno. Outros três policiais civis também trabalham no local durante o dia, mas somente um pela noite. “A gente trabalha sob pressão. É muito arriscado ficar assim. Tememos pela nossa segurança e a dos detentos”, reclama.

Minas Gerais tem, atualmente, a segunda maior população carcerária do país com 20.370 presos em regime fechado, segundo dados do Conselho Nacional de Justiça. O número não inclui outros 26 mil detentos provisórios, que compartilham o mesmo espaço que os demais. No total, o estado tem 59.849 presos, quantia bem superior às quase 38 mil vagas, o que gera um déficit de cerca de 22 mil.









quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Goleada de 7 a 0 no TSE foi vitória da democracia


A goleada de 7 a 0, na votação que, ontem, aprovou as contas de campanha da presidente Dilma Rousseff foi uma "vitória da democracia", avalia Paulo Moreira Leite, diretor do 247 em Brasília.
"A decisão não resolve nenhum problema que o governo Dilma poderá enfrentar na economia, na composição do ministério ou na articulação com aliados durante o segundo mandato. Mas livrou a presidente de um inevitável mal-estar na cerimonia de diplomação, marcada para 18 de dezembro e também na posse, em 1 de janeiro. Para quem, como eu, sempre considerou que havia uma motivação essencialmente política nas insinuações e ilações sobre as verbas de campanha, o 7 a 0 marca uma vitória da democracia, uma manifestação de respeito pela vontade do eleitor", diz ele.
O motivo: "às voltas com uma oposição agressiva, capaz de estimular passeatas que falam em impeachment e pedem intervenção militar, num ambiente pesado no qual o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso permite-se questionar a ´legitimidade´ de seu mandato, Dilma livrou-se de um constrangimento  — a mancha política de ser empossada com as finanças de campanha sob suspeita."
Segundo Paulo Moreira Leite, a "vitória de Dilma foi valorizada, em particular, pelo desempenho de um personagem principal: o relator Gilmar Mendes, ministro que desde 2012, no julgamento da AP 470,  tem-se destacado pela caráter ideológico de seus votos contra o PT".
No entanto, desta vez, faltavam argumentos. "O advogado Fernando Neves, antigo ministro do TSE, disse no final do julgamento que ´bastava conhecer os argumentos de quem queria rejeitar as contas para ver que era um trabalho sem muito sentido. Se tivesse votado pela rejeição, Gilmar Mendes teria negado tudo o que fez em sua carreira. Ele sempre deu votos técnicos.´”


quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Pimentel chama 'xerife' de SP para devassa em Minas


O governo de Minas Gerais terá novos mecanismos de controle e combate à corrupção a partir da posse de Fernando Pimentel, do PT, em janeiro. Para isso, ele convidou o controlador-geral do município de São Paulo, Mário Vinícius Spinelli, para exercer função semelhante em Minas. 'Xerife' do setor público, Spinelli teve autonomia total de Fernando Haddad e implodiu esquemas como a máfia dos fiscais, que desviou R$ 500 milhões dos cofres municipais. Leia, abaixo, informação antecipada pela colunista Monica Bergamo, da Folha de S. Paulo:
ENDEREÇO CERTO - O controlador-geral do município de São Paulo, Mário Vinícius Spinelli, pode ser convidado para trabalhar com Fernando Pimentel, que em janeiro assume o governo de Minas Gerais no lugar do grupo do tucano Aécio Neves, que comandou o Estado por 12 anos.
ENDEREÇO 2 - A ideia já foi discutida na equipe de transição de governo de Pimentel. E também com integrantes do diretório nacional do PT.

RETROVISOR - Spinelli teria a missão de comandar a controladoria-geral do governo de Minas, repetindo lá o trabalho que fez em SP. No começo da gestão de Fernando Haddad, ele cruzou informações sobre o patrimônio de funcionários públicos. Acabou desmantelando uma máfia suspeita de desviar R$ 500 milhões, causando embaraços à equipe de Gilberto Kassab, antecessor de Haddad, e resvalando até em vereadores do PT.

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Termina assalto com reféns em Patos de Minas


O assalto que parou o centro de Patos de Minas nesta terça-feira (09) não poderia terminar melhor. Com toda área isolada, os três criminosos foram presos e os sete reféns salvos.O clima de tensão que durou mais de 4 horas deu lugar a muita emoção.
De acordo com o Delegado Luís Mauro Sampaio, o crime foi praticado por três indivíduos:Joel Rodrigues da Silva, 22 anos, Alisson Tiago Silva Ferreira, 24 anos, e Luís Fernando de Oliveira, 24 anos.Armados, eles renderam os seis funcionários e um cliente e foram pegando tudo que viam pela frente. Eles quebraram o disco rígido das câmeras de segurança para evitar a gravação.
Wilson Sebastião Braga, da cidade de Lagoa Formosa, foi um dos reféns dos bandidos. Ele disse que os criminosos arrancaram o cordão de seu pescoço e proferiram diversas ameaças. “Os bandidos falaram que iriam matar toda a família de quem os entregasse”, contou.
Mais calmo, ele disse que viveu momentos de pânico no interior da loja. O advogado Brian Epstein foi chamado pelos criminosos e contribuiu com as negociações. O delegado agradeceu o apoio de todos envolvidos no trabalho que foi concluído com sucesso.
O Tenente Coronel Campos ressaltou o profissionalismo que foi conduzida a operação. Ele informou que, durante a negociação com os criminosos, os policiais notaram que eles poderiam estar sob efeito de droga e por isso prolongaram as negociações até passar o efeito.
Alisson e Luís Fernando são de Montes Claros e Joel é de Patos de Minas. O coronel contou que um deles participou do assalto na mesma relojoaria no ano de 2012. E uma situação levantada pelas vítimas deixou todos em perplexidade. Mais tranquilas, elas disseram que os criminosos falaram que vão retornar à relojoaria. Eles disseram que a turma deles é grande e enquanto uns estão presos os outros estão na rua.
A perícia técnica da Polícia Civil foi até o local e vai coletar o máximo de provas para conseguir a condenação. A perícia também tentará recuperar as imagens das câmeras. Um exame de raio X ainda será realizado nos autores para saber se eles engoliram alguma joia ou material ilícito.
Duas bolsas cheias de joias, já preparadas para serem roubadas, foram apreendidas pelos policiais. A Polícia Militar juntamente com as vítimas trabalham para separar o material. Um revólver calibre 38 com 3 munições foi apreendido. O delegado Luíz Mauro disse que está analisando as condutas do trio para saber quais os crimes eles praticaram.


Criminosos mantêm reféns em roubo à relojoaria em Patos de Minas



Criminosos armados invadiram uma relojoaria no Centro de Patos de Minas, no Alto Paranaíba, na manhã desta terça-feira (9) e fazem funcionários reféns desde o início da manhã. De acordo com primeiras informações da Polícia Militar (PM), sete pessoas que trabalhavam em uma loja na Galeria Ferreira, na Rua José de Santana, foram abordadas e estão sobre controle dos assaltantes. A polícia não soube informar se há feridos. Militares tentam negociar com os criminosos. A ação começou por volta das 8h. Ainda não se sabe a quantidade de assaltantes. As negociações transcorrem bem e a polícia aguarda uma tia de um dos suspeitos para que eles se rendam. Ainda segundo informações, comerciantes disseram que foi preciso fechar as lojas no entorno do local. Além disso, a polícia pediu para que as pessoas tirassem os veículos estacionados próximo ao local.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

OPORTUNIDADE: MORAR EM SUA CASA PRÓPRIA POR APENAS 55 MIL

CASA NO BAIRRO SERRA DOURADA
- 3 quartos
- Sala - cozinha - banheiro - garagem - área de serviços
- Quintal com pomar e área lazer

R$ 55 mil reais (recebe veículo como parte do pagamento)

Documentação em mãos
Preço válido apenas até 15/12/15
Informações: 34 9153 4085 tim - 9961 4505 vivo

Rui Côrtes: QUEM SERIA SEU CANDIDATO PARA 2016?


Jacques. José Benedito. Alcides Diniz. Orlando Fialho.
Dizem que voltar com O EX é a mesma coisa que comprar um carro usado que já foi seu. Volta com os mesmos defeitos e mais rodado. Poderíamos usar o mesmo raciocínio na hora de reeleger um EX?
Político é um bicho inteligente. O verdadeiro sábio não se impõe como candidato. Espera sua vez. Aguarda calmamente e espera que seu nome seja ovacionado pela multidão. Os ex-prefeitos de Vazante: Jacques Soares Guimarães, Alcides Diniz, Orlando Fialho e José Benedito tem se portado com muita cautela. Nos bastidores negam que queiram candidatar-se a prefeito em 2016. Porém, sabemos que eles despontam como possíveis cabeças de chapa, mesmo que isso contrarie a ONDA DE MUDANÇA que emerge das novas forças políticas.
            Ouvi de longe algum leitor esbravejando: Não voto em nenhum dos quatro.Voto nulo ou branco. Pois bem. Sendo assim, você contribuirá de qualquer forma para eleger aquele que tiver a maioria dos votos. Você não anulará o candidato, mas sim o seu direito legítimo de votar.
            Faltam pouco mais de dois anos. Seremos novamente chamados para eleger o novo prefeito de Vazante. No próximo ano que se inicia teremos um vendaval de acordos, conchaves e articulações. O que for feito em 2015 refletirá decisivamente em 2016. Não se faz política faltando apenas três meses para a eleição. Isso precisa ficar bem claro nas nossas cabeças e na “cachola” das lideranças políticas.
            Vamos supor que nos reste escolher entre um deles: ALCIDES. JACQUES. ORLANDO. JOSÉ BENEDITO. Qual deles você considera que mereça uma segunda ou terceira chance, ou se você preferir, qual deles é o menos pior no que tange à administração pública?
            É inegável a influência que o ex-prefeito Alcides Diniz tem sobre uma parcela significativa da população. Fala a seu favor uma administração que garantiu o cumprimentou da Lei da Responsabilidade Fiscal, além de um governo atuante na Saúde e no Social.
            Orlando Fialho aparece como “o injustiçado” e possui retórica e companheiros fieis capazes de abalar qualquer adversário. Seu governo “CARINHOSO” torna o ex-prefeito um forte candidato, principalmente por ser um dos preferidos do vice-governador de Minas Gerais.
            José Benedito é sempre uma caixinha de surpresa. Quando todos acham que ele é carta fora do baralho, surpreende e aparece como o grande Salvador da Pátria. Consegue dar nó até em pingo d’água. Além do mais, possui dois anos pela frente e a máquina pública a seu dispor.
            Jacques é o mais modesto entre todos. É o único que possui a consciência tranquila e a sensação de dever cumprido. Tem a seu favor dois mandatos de alto nível, marcados por obras, investimentos em saúde e educação. Sem dúvida, é o que mais tem argumentos suficientes para ser eleito em 2016. No entanto, carrega consigo ainda o estigma da derrota na sua última disputa e da frieza no trato com a grande população.
            Sou um defensor ferrenho da nova política e da ascensão de novas lideranças, mas preciso assumir, publicamente, que estou pessimista e sem esperanças de que isso ocorra. A impressão que tenho é que haveremos de beber em fontes obsoletas para tentar “reconstruir o futuro”. Acredito que todos os citados nesse artigo possuam qualidades e defeitos e que eles, sem exceção, contribuíram para o progresso de Vazante. Mas a dúvida que me consome é a seguinte:
Qual deles merece uma nova chance? Quem já foi reprovado, merece repetir a série?
Queridos leitores (a), não farei a coluna do mês de Dezembro, por motivos particulares. Agradeço o carinho de vocês. Minha inspiração é saber que a maioria de vocês segue mensalmente minha coluna. Deixo um abraço carinhoso. Desejo antecipadamente um Feliz Natal e um Ano Novo abençoado. Fiquem todos em paz. A gente se encontra novamente em Janeiro do ano vindouro. Aguardem-me. Logo estarei de volta.  Abraços!
ruipcortes@yahoo.com.br

Márcia Kissia: Adote, pois o amor não tem preço!


Quantos animais estão por aí, abandonados, a espera de um lar que os cuide, os dê carinho. Um animal não se importa qual a sua cor, sexo, classe social, ele apenas se importa com a capacidade que você tem de oferecer seu amor e sua amizade. São inúmeros os motivos os quais uma pessoa abandona um pet, e afirmo que, todos eles juntos não é o suficiente.
         Nenhum motivo é suficiente para você privar um animal de um lar saudável. Se não quer, não pegue para criar. Se quiser, adote! Com tanto animal jogado na rua, porque gastar rios de dinheiro comprando um animal. É certo comprar uma amizade, enquanto por aí tem milhares de bicinhos esperando alguém adotá-los?
         Sem contar que hoje existem inúmeras pessoas má intencionadas, visando apenas lucro, fazendo os animais se reproduzirem até não aguentarem mais e morrerem.               Muitos não fornecem condições de higiene, não vacinam, não dão assistência a seus pets, pois veem neles apenas algo que os fornece lucro. 
         Então, se for realmente comprar, procure sempre olhar os precedentes. Apesar de o ideal ser: não comprar animais, e sim adotar.
E aí, vamos aderir a esta ideia?

Harthur Dicrayon: Os Quatro Elementos – A Água


Caríssimos leitores!

            Nesta edição eu compartilharei com vocês, a
segunda obra, da série:
“Os Quatro Elementos – A Água”
Óleo sobre tela – 40 x 50 centímetros.
A água representa a origem da vida e é também o líquido mais precioso da terra, por tratar-se de um dos elementos primordiais, pois sem água, não há vida. Pode simbolizar ainda a fertilidade, a purificação, a força e limpeza. Esse elemento está associado ao feminino (yin), simbolizando as virtudes e à sabedoria.
            Numa outra conotação possível a água pode simbolizar também a morte, devido a seu poder de devastação e natureza cataclísmica (a exemplo do dilúvio universal e tsunamis).
            Nas mitologias, á água está ligada ao nascimento e ao renascimento (Vênus – espuma do mar, Mitra – margens do rio e Jesus – batismo de água).  

harthurdicrayon@gmail.com - www.harthurdicrayon.com



Pedro Antônio: Tocando em frente


         O coração do cantor e compositor Renato Teixeira, um dos maiores nomes da música regional brasileira, está de luto. No primeiro dia de novembro o artista teve a infelicidade de perder um de seus filhos queridos, João Lavraz. Em carta emocionada, publicada originalmente no Jornal Contato de Taubaté, Renato fala da dor de um pai que perde um filho, agradece aos amigos e pede mais proteção a Nossa Senhora Aparecida que tanto lhe iluminou a carreira.
         "Meu filho João cometeu suicídio. Então tudo fica muito estranho e a vida meio que perde um pouco o sentido. Um vácuo, um vazio. São dias difíceis que precisam ser administrados com coragem e, principalmente, humildade, para poder aceitar os desígnios da natureza sem se deixar levar pelo desespero.
         Os amigos nessa hora são um esteio, uma proteção contra a aflição. Nos momentos limítrofes, pensei e chorei baixinho por todos os que se foram como ele e em todos os que ficaram, como eu fiquei. Unidos na dor de outros seres, serenei o que me foi possível serenar. Nada a fazer. A grande nau segue viagem e eu terei que viver o que me resta, conversando comigo mesmo, tentando consolar meu coração. Quando Jorge (Kather) me abraçou me deu uma vontade imensa de voltar a ser criança, de estar de novo na Juca Esteves chutando bola na porta de aço da garagem do doutor Euclides. Queria poder voltar e fazer tudo de novo, igualzinho… teria assim uma outra chance de rever meu filho, lá no futuro… São pensamentos malucos, mas a cabeça da gente delira… Tenho mais três filhos e tenho seis netos pequenos. Somos muito unidos e o que levou João foi uma doença que existe e que leva a isso.
         Saberemos estar unidos e confiantes daqui pra frente encontrando o jeito de viver que existe e que saberemos encontrar. A presença de meus amigos de infância no sepultamento confortou meu coração e eu senti um imenso amor por Taubaté… tudo que estava ali, meus amigos, meus parentes, tudo, de alguma maneira, veio de Taubaté comigo. Daqui pra frente eu serei visto também como aquele que perdeu um filho tragicamente. Tentarei ser melhor, tentarei ser mais amigo, mais irmão e mais fiel à minha terra que, na verdade, é tudo que eu tenho. Teria que ir cumprir minha missão de embaixador do Esporte bem no dia em que tudo aconteceu. Não deu. Sugiro com meu coração partido e visivelmente sob o domínio dessa emoção indesejável, que cada um de vocês que me leem, perdoe seus inimigos, se os tiver e se proponha a ser mais generoso com a vida. Divirtam-se mais, amem mais, deixem-se estar expostos as brisas frescas, saboreiem as frutas da terra, sintam o gosto da água matando sua sede. Ouçam música! Não se deixem sofrer pelas coisas que não são vitais em suas vidas. E que Nossa Senhora Aparecida ilumine nossos corações e acaricie nossas almas; as nossas e a de João, meu filho!”.
         João Lavraz era baixista da banda do pai e também compositor. É autor de canções como "Êta Mundo Bão" e "Encostada na Varanda". Renato Teixeira e os filhos Chico e João fizeram várias apresentações pelo país com o show "Renato Teixeira & Filhos".
         Chico Teixeira, irmão de João, disse que o mano “morreu de tristeza”. Para ele deixou esta linda mensagem: "Coração dilacerado com a partida do meu irmão lindo que eu admirava tanto! João Lavraz, vou tocar em frente com você no meu coração! A partir de hoje, meu canto é pura saudade... Em paz mano!"
                                     

                                      (Pedro Antônio - Cantautor)