terça-feira, 31 de março de 2015

Janot receberá deputados para tratar de "Furnas"

Os deputados federais Adelmo Carneiro (PT), Padre João (PT) e o deputado estadual Rogério Correia (PT) serão recebidos pelo Procurador Geral da República nesta terça-feira (31); o assunto a ser tratado é a reabertura de inquérito para investigação dos documentos que comprovam a participação de Aécio Neves no esquema de  Furnas; na semana passada, os deputados citados entregaram à Procuradoria documentos que comprovam a ligação do senador no caso de corrupção; também na última semana, o Sindicato dos Advogados de São Paulo fez representação junto ao Ministério Público para que se instaure a apuração dos fatos citados

segunda-feira, 30 de março de 2015

Vazante: Quem é quem dos prefeitáveis

            
Em matéria especial do Jornal DeFato, Edição 22, 22 prefeitáveis são apresentados em uma “radiografia” pelo jornalista Lando lacerda. Ele comenta que “nada mais natural que o velho e democrático debate para a conscientização política dos eleitores em um ano que antecede a sucessão municipal. Encerrado o turbulento processo eleitoral de 2014, iniciou-se a contagem regressiva para as próximas eleições. A Justiça Eleitoral já começou a contar os prazos de regularização para os postulantes a cargos eletivos no pleito vindouro, oficialmente marcado para o dia 2 de outubro de 2016. Até lá, muita água vai passar por baixo da ponte do Rio Santa Catarina, mas é pertinente e salutar fazer-mos uma radiografia circunstancial de prováveis candidatos, entre alguns dos nomes cogitados como prefeitáveis em Vazante, lembrando que outras alternativas podem surgir até o fim do prazo eleitoral”.


Confira na edição que circula a partir desta quarta-feira (01)

sexta-feira, 27 de março de 2015

Falta de acordo muda show do Padre Alessandro

Semanas após a confirmação que os shows da Festa da Lapa seriam todos realizados na Praça do Santuário, a contestação de alguns festeiros fez com que a Prefeitura mudasse novamente o local dos eventos. Conforme confirmação do Secretário de Esporte, Cultura e Lazer da Prefeitura Municipal de Vazante, Adilson Bastos, durante entrevista na manhã desta sexta-feira (27) os shows acontecerão no estacionamento do ginásio poliesportivo Reni Soares. Segundo o secretário, a mudança ocorrerá depois de não haver acordo entre representantes da Paróquia e alguns festeiros. Adilson não divulgou quais serão as outras atrações, mas confirmou para o poliesportivo o show do Padre Alessandro Campos.

quarta-feira, 25 de março de 2015

Andrade: Governo de Minas pode infringir a LRF



O vice-governador de Minas Gerais, Antonio Andrade, admitiu nesta quarta-feira (25) que o governo estadual poderá estourar neste ano a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Segundo ele, "a previsão é de que no mês de junho vamos infringir a lei de responsabilidade fiscal". A LRF prevê que as despesas referentes aos gastos com funcionalismo não podem ultrapassar 49% da Receita Corrente Líquida (RCL). "Estamos fazendo de tudo para que isso não ocorra. São três áreas prioritárias que não podemos deixar desassistidas: educação, saúde e segurança", afirmou Andrade ao participar de encontro comemorativo da Semana da Água, no auditório do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais, em Lourdes, na Região Centro-Sul de BH. Conforme relatórios enviados pelo governo estaduais ao Tesouro Nacional, em dezembro passado, já havia sinais de que oito governadores eleitos começariam seus mandatos tendo que enxugar despesas para não infringir a LRF. Além do percentual de 49% da RCL estabelecido como o teto de gastos os funcionalismo, existe o chamado limite prudencial, que é de 46,55%. Caso este limite seja ultrapassado, o estado sofre restrições à concessão de reajustes (apenas os aumentos determinados por contratos e pela Justiça são autorizados), à contratação de pessoal (exceto reposição de funcionários na saúde, na educação e na segurança), ao pagamento de horas-extras e ficam impedidos de mudar estruturas de carreiras.

BH: Vereadores vão abolir "Verba Indenizatória"

A Câmara Municipal de Belo Horizonte decidiu extinguir, a partir desse ano, a verba indenizatória dos gabinetes dos vereadores, que reembolsa os gastos dos parlamentares com serviços destinados aos mandatos, como telefones, gastos com veículos ou materiais de escritórios. Os vereadores, agora, não terão de arcar com estas despesas, mas terão seus gastos pagos diretamente pela Casa, por meio de licitação única para contratar os serviços.
O novo modelo deve passar a valer em dois meses, até que seja concluído o processo de licitação para definir a empresa que ficará a cargo de gerenciar a reposição das necessidades dos 41 gabinetes do Legislativo na capital. Atualmente, a verba indenizatória corresponde a, no máximo, R$ 15 mil por parlamentar, provenientes dos recursos municipais, sendo o valor não utilizado devolvido aos cofres públicos.
A medida busca dar mais confiabilidade e transparência aos gastos de cada vereador, visto que a divisão de R$ 15 mil por gabinete permite brechas para o mau uso do dinheiro público, como superfaturamento de pequenos gastos ou emissão de notas frias para reembolso de dinheiro não despendido. Embora a Câmara Municipal de Belo Horizonte não tenha, até hoje, registrado improbidade com dinheiro da verba indenizatória, a decisão vai de encontro à demanda popular por mais transparência na política, segundo o presidente da Casa, Wellington Magalhães (PTN).
Os vereadores que integrarão a comissão para licitar a empresa que vai prestar os serviços de gabinete serão: Coronel Piccinini (PSB), coordenador dos trabalhos, além de Antônio Torres-Gunda (PRP), Pablo César (Pablito, PV), Tracísio Caixeta (PT), Bruno Miranda (PDT), Gilson Reis (PCdoB), Henrique Braga (PSDB) e Bispo Fernandes (PSB).

terça-feira, 24 de março de 2015

Líder do 'Vemprarua' é alvo de processo nos EUA



Por Fernando Brito, do Tijolaço
Assisti a “entrevista” do “líder” do Vem pra Rua” no Roda Viva, aliás um festival de “levantadas de bola” para a nova celebridade.
Para dizer, entre outras pérolas que foi Lula que inventou esta história de “pobres contra ricos” e “empregados contra patrões” no Brasil, o que daria para ganhar um troféu de ignorância histórica e cara de pau política. O vídeo está na internet.
Como eu sou um cara curioso, fui descobrir coisas que seus intrépidos entrevistadores da TV Cultura e das páginas amarelas da Veja não cuidaram de saber. Aliás, como não cuidaram quando, em 2013,apresentaram um dublê da Globo como líder dos coxinhas.
Por exemplo, que Chequer vivia, até poucos anos atrás, nos Estados Unidos. E desde 2004, pelo menos, porque é o endereço de 101 Summer Street, Stamford, Connecticut que dá à Junta Comercial de São Paulo na abertura da empresa Frida Participações, em 2004. E que lá era sócio de uma empresa chamada “Atlas Capital Manegement“, até 2011, junto com David Chon e Harry Kretsky, que geria fundos de investimento. Um deles, o Discover Atlas Fund com US$ 115 milhões em ativos, segundo o site Institutional Investitor. Não se sabe porque cargas d’água Rogério deixou o empreendimento, mas há um processo aberto contra ele e os sócios pelo  fundo de hegde Discovery Capital Management na Corte Distrital do estado americano de Connecticut, aberto em 2012. Kretsky e Chequer, segundo a reportagem do Investitor trabalharam lá e é bem coincidente o nome do principal fundo que geriam (Discover x Discovery). O mesmo ano em que foi admitido na empresa por onde hoje se apresenta, a Soap Comunicações, especializada apresentações de negócios. De qualquer forma, seja por ter tido problemas nos negócios financeiros nos EUA, seja por ter sido acometido por uma terrível saudade do Brasil (não é?), Chequer voltou não faz muito tempo para cá e já lhe dão a janelinha. Ele, como qualquer pessoa, tem o direito de se manifestar. Mas quando o tornam uma figura pública, uma “referência nacional”, o que ele faz, fez e qual é a sua trajetória passa a interessar e é dever dos jornalistas informar, salvo se não tiverem interesse em saber de onde vem o personagem que promovem nacionalmente.
Como é direito da gente perguntar: será o Vem para a Rua traduzível como Go to Street?


COSEPUV: Videomonitoramento ainda falta Operadores


Nota à População Vazantina

O COSEPUV (Conselho Comunitário de Segurança Pública de Vazante-MG) deu início, em novembro de 2013, ao projeto Vazante+Segura, no qual houve a participação da população, empresas, associações, pessoas físicas, empresários, e entes públicos, visando a arrecadação de fundos em conta especifica para licitar, contratar a empresa, e implementar as obras de colocação das câmeras de vigilância e da sala monitoramento. Em novembro de 2014 foi assinado o contrato com a empresa GAMA Eletrotécnica e Telecomunicações da cidade de Uberlândia, que apresentou o melhor projeto técnico por menor valor, com alocação de material de primeira qualidade, como por exemplo a aquisição de câmeras da marca Samsung Full HD. Conseguimos concluir o projeto pela quantia de R$349.064,07, o qual foi está em funcionamento desde o dia 23/02/2015, apesar de ainda em fase de teste. Restar para entrar em operação definitiva a contratação da equipe de monitoramento, cujo ato ficou a cargo da municipalidade, que assumiu o ônus de contratar o pessoal que fará o monitoramento, leva-los a treinamento e coloca-los à disposição da Polícia Militar. Porem esta situação encontra entraves burocráticos e não acontece de forma tão rápida, fato este que deixa os equipamentos já fazendo gravações e gerando imagens, porém não funcionando de forma completa. Devido ao ocorrido nos últimos dias, bem como nesta madrugada do dia 24/03, as câmeras filmaram e gravaram o fato, cujas imagens ajudaram a nortear a polícia para onde ir em busca dos suspeitos. Porém, repita-se, para este sistema funcionar perfeitamente dependemos dos operadores do equipamento, ônus este que ficou a cargo do poder executivo de nosso município, que em breve, certamente, contratará o pessoal indicado para exercer a função. O Sistema, mesmo em modo automático de ronda já flagrou muita imprudência no trânsito e crimes de menor potencial, em nossa cidade, em poucos dias de funcionamento. Ressaltamos que qualquer cidadão pode ter acesso a prestação de contas do Conselho, no portal da transparência em nosso site: www.cosepuv.org.br
O COSEPUV está sempre à disposição para receber, elogios, criticas e reclamações. Diretoria COSEPUV – 2013/2015 – Por uma Vazante Mais Segurança.

Vazante: Explosão em caixa eletrônico



Em uma ação rápida, bandidos ainda não identificados pela Polícia, explodiram mais um caixa eletrônico da agência do Banco do Brasil em Vazante. O fato aconteceu às 03:19h da madrugada desta terça-feira e pode ser constatado pelos moradores vizinhos. Eles usaram uma alavanca de metal para quebrar a porta de acesso a agencia. A explosão destruiu além do caixa, várias instalações da agência, como divisórias e vidraças e até mesmo a porta de passa-objetos. Conforme relatos da Polícia os três agentes ficaram pouco tempo na agência e não tiveram êxito na operação, pois a à parte do cofre do caixa parece não ter sido danificada. As imagens das câmeras de segurança do banco mostram que os agentes chegaram, em um veiculo de cor preta, pela contramão na Avenida Paracatu e colocaram a luz do farol do carro em direção à câmera de segurança e, por isso, não foi possível perceber muitos detalhes da ação. Ainda conforme a PM, eles fugiram em um carro pela estrada sentido Coromandel/Paracatu e até o momento ninguém foi encontrado. Esta é a quarta vez que a agência vira alvo de ladrões. A última foi em 16 de fevereiro de 2013, quando os bandidos usaram um maçarico para arrombar o caixa eletrônico e levar o dinheiro. 

segunda-feira, 23 de março de 2015

Contra o ódio, uma inédita parceria entre PT e PSDB


Num cenário de ódio ao PT e intensa polarização política, especialmente em São Paulo, uma parceria inédita mostrou nesta segunda-feira 23 que relações republicanas ainda são possíveis entre PT e PSDB, apesar da troca de acusações diárias, cada vez mais intensas, protagonizadas por petistas e tucanos.
O prefeito Fernando Haddad (PT) e o governador Geraldo Alckmin (PSDB) assinaram hoje a primeira PPP social do País, um contrato de parceria público-privada para a construção de 3.683 moradias na Barra Funda, região central da capital paulista. O evento aconteceu no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estadual.
"Nós vamos repovoar o centro, que já tem tudo. Tem emprego, transporte público, saúde e educação. O que precisamos é de gente lá, e essa é a maneira mais inteligente de levar", declarou Fernando Haddad.
"O centro de São Paulo tem sido alvo de empreendimentos imobiliários. Mas nós temos que mixar o centro, abrir para todas as camadas sociais. O mesmo centro que abriga apartamentos de alto padrão vai abrigar pessoas de baixa renda", acrescentou o petista, que lembrou que o projeto tem o apoio da prefeitura desde o início de seu mandato.
Ele rebateu as críticas sobre a demora de quase dois anos desde o anúncio da parceria entre os dois governos. Segundo ele, a PPP não seria possível sem duas leis municipais: a aprovação do novo Plano Diretor e a criação de legislação própria para subsidiar moradia popular, nos moldes do que já fazem os governos federal e estadual.
Segundo Alckmin, trata-se de "uma PPP extremamente inovadora, porque estaremos aproximando as famílias, os trabalhadores e as trabalhadoras do emprego. Isso ajuda, também, a mobilidade urbana".
Na parceria, o governo estadual é responsável por 100% das áreas destinadas à habitação de interesse social. À prefeitura cabe a aplicação de recursos e oferta de terrenos, e a empresa vencedora é responsável pelas habitações de mercado popular.
Foi realizada uma concorrência internacional e a empresa Canopus Holding S.A. venceu a disputa do Lote 1 (na Barra Funda), tornando-se responsável pela produção de 3.683 moradias. Neste lote, está previsto investimento privado de R$ 900 milhões, aporte de R$ 80 milhões (que inclui os terrenos) da Prefeitura e R$ 465 milhões do Estado.
O contrato assinado hoje prevê a construção de 2.260 moradias destinadas a Habitação de Interesse Social, HIS (para famílias com renda de um piso salarial do Estado de São Paulo e até seis salários mínimos) e 1.423 Habitações de Mercado Popular, HMP (para famílias com renda entre seis e dez pisos salariais).

Oitenta por cento das moradias serão destinadas a famílias que trabalham no centro e moram nas regiões periféricas. Os restantes 20%, para famílias que moram e trabalham no centro. Parte das unidades será de entidades sem fins lucrativos, habilitadas pela CDHU. Alckmin lembrou em seu discurso que 17% dos empregos da cidade estão concentrados na subprefeitura da Sé, região que abriga 3% dos moradores de toda a capital paulista.

É Propina? Doações a PT e PSDB se equivalem.


Um dos pedidos de inquérito do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, na Lava Jato compra a tese de que doações legais de empreiteiras a determinados partidos políticos, na realidade, seriam propina. Com base nesse argumento, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) chegou até a apresentar um projeto propondo a cassação do registro de partidos que possam ser enquadrados nessa classificação – seu alvo, obviamente, é o PT. Para provar essa tese, o Ministério Público pretende fazer uma varredura em R$ 62 milhões doados pelas empresas investigadas na Lava Jato nos últimos anos. Ocorre, no entanto, que um levantamento das doações de campanha feitas por essas mesmas empresas em 2010 e 2014, anos das duas últimas eleições presidenciais, mostra que os valores doados aos diretórios nacionais de PT e PSDB foram praticamente idênticos. E mais: o PMDB também recebeu um valor muito próximo, tendo sido o primeiro no ranking em 2010 e o terceiro em 2014.
O levantamento envolve as empresas Odebrecht, Galvão, UTC, Camargo Correa, OAS, Andrade Gutierrez, Mendes Júnior, Iesa, Queiroz Galvão, Engevix, Setal, GDK, Techint, Promon, MPE e Skanska.
Eis os números de 2010:
Partido              Valor           % sobre o total da arrecadação
PMDB           32.850.000,00               24
PT                31.400.000,00               23
PSDB            27.770.000,00               20
PSB              19.515.000,00               14
PR                 6.501.000,00                 5
PP                 4.950.000,00                 4
Fonte: TSE
Os dados revelam, portanto, que, em 2010, quando a presidente Dilma Rousseff superou José Serra na disputa presidencial, o PMDB recebeu R$ 32,8 milhões, seguido pelo PT, com R$ 31,4 milhões e pelo PSDB, com R$ 27,7 milhões. Nos três casos, a participação das empreiteiras sobre o total arrecadado foi próxima a 20%. Em 2014, quando a presidente Dilma Rousseff superou Aécio Neves, não foi muito diferente.
Eis os números:
Partido              Valor           % sobre o total da arrecadação
PT                56.386.000,00               25
PSDB            53.730.000,00               24
PMDB           46.620.000,00               21
PSB              15.800.000,00                7 
DEM              12.100.000,00                5
PP                 10.255.000,00                5
Fonte: TSE
É novamente uma situação de equilíbrio entre os três maiores partidos: PT, PSDB e PMDB. E, de novo, com a participação das empreiteiras sobre o total arrecadado pouco superior a 20%.

Esses dados revelam a incoerência de quem pretende demonstrar que as doações a determinados partidos são "propina", enquanto a outros representam algum tipo de convicção ideológica ou cidadania corporativa.

domingo, 22 de março de 2015

Divino Boaventura continuará presidente da Credivaz

Com uma vitória esmagadora sobre a Chapa concorrente (A), a Chapa (A) encabeçada pelo atual presidente Divino Boaventura de Araújo venceu as eleições que denominará o novo Conselho Diretor Administrativo da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão de Vazante Ltda - Sicoob Credivaz.  Dos 1.496 votos dos associados, a Chapa A somou 1.312 (86%) votos contra apenas 173 (13%) da outra chapa encabeçada pelo Advogado Gilson Corrêa Ferreira, perfazendo “um placar” praticamente de 7 votos por 1. 11 associados votaram em branco.
Antes do processo eleitoral, a assembléia aprovou dentre outras proposições, o relatório da gestão; balanços elaborados no primeiro e no segundo semestres do exercício social de 2014; destinação das sobras apuradas e a fixação do valor global para pagamento dos honorários e das gratificações dos membros da Diretoria Executiva.

sexta-feira, 20 de março de 2015

Papa diz que pena de morte é inadmissível


Em uma mensagem à Comissão Internacional Contra a Pena de Morte, recebida em audiência no Vaticano, o Pontífice afirmou que a pena capital é "inadmissível pelo quanto possa ser grave um crime cometido por um condenado." "Para um Estado de Direito, representa a falência, porque obriga a morte em nome da justiça", criticou o líder da Igreja Católica, ressaltando que a "justiça humana é, entre outras coisas, imperfeita e pode errar". "Em toda a história, houve debates sobre os mecanismos para matar que reduzem a agonia e o sofrimento do condenado, mas a verdade é que não existe um modo humano para matar alguém", acrescentou. De acordo com Francisco, as condenações à prisão perpétua também podem ser consideradas um tipo de pena de morte, já que "impedem a projeção de um futuro". "A prisão perpétua, como todas as penas que impedem que o condenado projete um futuro, pode ser considerada uma pena de morte escondida, pois não priva a pessoa apenas de sua liberdade, e sim, da esperança também", disse o Papa. Por fim, Jorge Mario Bergoglio afirmou que, além da pena de morte, os países matam seus próprios cidadãos quando "levam a população a guerras e quando fazem execuções extrajudiciais e sumárias". "É possível que o Estado mate alguém até mesmo quando não garante ao seu povo o acesso aos bens essenciais para a vida", explicou o Papa. Desde quando assumiu a liderança da Igreja Católica, em março de 2013, o papa Francisco tem feito críticas à maneira como os Estados marginalizam as pessoas e corrompem seus direitos ao impedir o acesso a necessidades básicas.

1.410 vagas de Soldado PM; Salário de 3 mil


Foi lançado o edital para o novo concurso público da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) que irá ofertar 1.410 vagas para o cargo de soldado para a Região Metropolitana de Belo Horizonte. Do total, 1.269 são destinadas ao sexo masculino e 141 para o feminino. Ainda neste ano será aberto o processo seletivo para o interior do estado. O salário inicial é de R$ 3.049,05 mensais, além de assistência médico-hospitalar, psicológica e odontológica, para uma carga horária de 40 horas semanais. De acordo com o capitão Antuer Júnior, chefe da sala de assessoria de imprensa da PMMG, os candidatos deverão possuir o ensino médio, ter idade entre 18 e 30 anos até o início do curso e altura mínima de 1,60m. Outras exigências podem ser conferidas no item 2 do edital. As inscrições serão de 18 de maio a 18 de junho e poderão ser feitas no site da PMMG ou presencialmente em uma das unidades da corporação, em horários específicos, que podem ser conferidas no anexo B do edital. A taxa é de R$ 122,95. A prova objetiva e a redação estão previstas para o dia 2 de agosto. O processo seletivo consiste em 4 (quatro) fases: provas de conhecimentos (objetiva – 40 questões, distribuídas pelas disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, Geografia, História do Brasil, Conhecimentos em Informática e Direitos Humanos – e dissertativa); exames de saúde (preliminares e complementares); teste de capacitação física (TCF); avaliações psicológicas e exame toxicológico.

PSDB: A fila andou; hora de Marconi

Talvez o governador de Goiás, Marcone Perillo, já tenha levado umas bicadas tucanas pela defesa que fez da presidente Dilma Rosseff no evento de ontem, quinta-feira. Muitos o haviam aconselhado a não comparecer ao ato, disse ele no discurso vigoroso com que calou um início de vaias, condenou a intolerância e defendeu Dilma “das injustiças que vem sofrendo”. Perillo vem se distinguindo pela moderação e a responsabilidade institucional num PSDB cada vez mais sectário, liderado por Aécio Neves. Deu uma aula de civilidade e republicanismo. Em Goiânia, um grupo tentou apupar Dilma com faixas e gritos pró-impeachment. Foi barrado. Dentro da prefeitura, governada pelo PT, foram partidários da presidente que tentaram vaiar Perillo. Seu discurso foi surpreendente para alguns (mereceu longa reprodução no Jornal Nacional) mas não é novo. Ainda antes dos protestos do dia 15 ele havia condenado o impeachment sem fundamentos jurídicos como golpe, ao passo que seu partido, embora dizendo que não patrocina o movimento, o alimenta. Como fez agora, ao pedir ao STF que investigue Dilma. No primeiro mandato, Perillo e Dilma tiveram uma relação republicana e cordial.  Republicanismo foi o mote de seu discurso, entendendo-se pela palavra a convivência civilizada e respeitosa entre adversários, no interesse daqueles que se propõem a governar. “O Brasil não pode ser vítima da intolerância, do desrespeito. Não pode ser vítima de minorias que não querem uma democracia onde o republicanismo possa prevalecer”, disse Perillo, depois de garantir que Dilma pode contar com seu apoio para a governabilidade. Visivelmente grata, a presidente também emendou um discurso sobre o respeito ao pluralismo e a necessidade do diálogo. É possível que com este voo solo e livre Perillo passe a ser olhado de lado por alguns tucanos. Mas este mesmo voo, ainda que hoje contrário à cartilha do sectarismo, pode levá-lo a outras paragens. Em algum momento o PSDB terá que trocar a espada pelo florete, como fez o PT radical do passado para eleger Lula em 2002. Em algum momento o Brasil se cansará da guerrilha política e das hipocrisias. Vide o sucesso que vem fazendo Internet afora o “sincericídio” do ex-ministro Cid Gomes na Câmara. A fila tucana para 2018 anda.   O predomínio de paulistas e tucanos já incomoda outras seções estaduais do partido.  Na fila estão Aécio, Alckmin e Serra mas também Perillo. Ele governa Goiás pela quarta-vez e nunca perdeu uma eleição.  Seu estado acha que já cresceu o suficiente para poder disputar a Presidência.  Ali já existe o movimento “Perillo Presidente”, que tem até página na internet.

quinta-feira, 19 de março de 2015

Armínio e Ratinho são fisgados na lista do HSBC



‘Nomeado’ ministro da Fazenda pelo presidenciável de 2014 Aécio Neves (PSDB), Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central, aparece na lista dos mais de 8 mil brasileiros com conta no HSBC da Suíça. Além dele, constam empresários como Benjamin Steinbruch (CSN); Carlos Roberto Massa (o apresentador Ratinho, do SBT); Cláudio Szajman (Grupo VR) e Alceu Elias Feldmann (Grupo Fertipar). Eles e mais 11 nomes citados no caso Swissleaks doaram mais de R$ 50 mil na campanha eleitoral de 2014 - deram R$ 5,824 milhões para políticos de 12 partidos. Candidatos tucanos foram os que mais receberam do grupo analisado, com R$ 2,925 milhões. Já o PT e seus candidatos tiveram R$ 1,505 milhão de doações. Proprietário do Gávea Investimentos, Arminio Fraga, afirma ter declarado os recursos e apresentou documentos que comprovam que suas contas estavam em situação legal em 2006/2007. “Não faço parte desta lama”, afirmou. Outros empresários, como Benjamin Seinbrucht também disseram que bens são legais.

quarta-feira, 18 de março de 2015

ICMS sobre etanol cai de 19% para 14% em Minas


Entra em vigor nesta quarta-feira (18/3) a queda do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) sobre o etanol em Minas Gerais. A redução da alíquota de 19% para 14% integra o conjunto de medidas tributárias de incentivo ao consumo de combustível de fontes renováveis. Segundo o Sindicato da Indústria de Fabricação de Álcool (Siamig), com a nova tributação, o litro do etanol hidratado, usado diretamente no tanque dos veículos, pode sofrer redução de R$ 0,12 até R$ 0,27. A expectativa é que a iniciativa dê maior competitividade ao combustível derivado da cana-de-açúcar produzido nas usinas do Estado. "Com a medida, o setor passa a ter condições de aumentar a produção e a geração de empregos. Agora, podemos esperar mais investimentos da indústria sucroalcooleira", vislumbra o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Altamir Rôso. "A mudança vai impactar diretamente toda a cadeia produtiva, que é muito grande, já que envolve desde o plantio até a distribuição. Abrange tanto setores da agricultura quanto da indústria", complementa. Atualmente, Minas Gerais é o terceiro maior produtor de etanol e segundo mercado de combustíveis no Brasil. Em 2014, de acordo com a Siamig, a produção do combustível em Minas foi de aproximadamente 2,7 bilhões de litros. O setor emprega cerca de 80 mil pessoas no Estado, distribuídas em 38 usinas em funcionamento, a maioria delas no Triângulo Mineiro.
Conjuntura favorável
Também a partir desta quarta-feira, a alíquota da gasolina irá passar 27% para 29%. Dessa maneira, vai ficar estabelecida em Minas uma das maiores diferenças entre as alíquotas de ICMS do etanol e gasolina do Brasil, 15 pontos percentuais. Isso torna o etanol ainda mais competitivo e atraente para o consumidor. Soma-se a isso a decisão da União de aumentar o adicional de etanol na gasolina, dos atuais 25% para 27%, desde a última segunda-feira (16/3). Pela resolução da União, o percentual obrigatório de adição de etanol é de 27% na gasolina comum e 25% na gasolina premium, mais cara que a comum. "Esses dois fatores também vão contribuir decisivamente para alavancar esse mercado, que precisava destes incentivos para crescer com pujança", analisa Altamir Rôso, para quem o programa de substituição de fontes de energia renováveis do Brasil é um exemplo para o mundo.


Lagoa Grande: Adolescente morre após bater carro em árvore

O trágico acidente aconteceu na tarde desta terça-feira (17) na rodovia de acesso a Lagoa Grande. Denílson José dos Santos, 16 anos, teria perdido o controle do veículo após uma curva e acabou se chocando contra uma árvore. Com ferimentos graves, o garoto chegou a ser socorrido até o hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos. A frente do veículo VW/Parati  ficou totalmente destruída. Segundo informações dos policiais que atenderam a ocorrência, o adolescente seguia para um assentamento próximo ao local do acidente. De acordo com as informações, Denílson teria pegado o carro escondido do pai para ir até a casa de alguns amigos. A falta de experiência na direção de veículo pode ser uma das causas do acidente.

terça-feira, 17 de março de 2015

Expansão da maior mina de ouro do país assusta moradores de Paracatu



Localizada na região noroeste de Minas Gerais e conhecida como Cidade do Ouro, Paracatu conta atualmente com a maior mina de ouro do país e a maior do mundo a céu aberto. A mineração no chamado Morro do Ouro, liderada pela empresa canadense Kinross Gold Corporation, representa a principal atividade industrial para a geração de emprego e renda na região, mas assusta moradores do pequeno município.
A proximidade entre as atividades de mineração e os bairros da cidade e a possibilidade de intoxicação por metais pesados liberados durante a extração do ouro deixam a população preocupada.
Em 2006, a mineradora iniciou um projeto de expansão para elevar a capacidade de produção da mina de Paracatu de 5 para 15 toneladas anuais de ouro até setembro de 2008. O projeto também ampliava em mais de 30 anos o tempo de vida útil da mina. As atividades exigiram ainda a criação de uma nova barragem para o despejo de rejeitos – material que sobra do processo de separação do ouro.
Um dos bairros diretamente atingidos pela expansão da mineradora é o Alto da Colina. No local, ainda é possível ver postes de iluminação e árvores frutíferas onde antes havia ruas e casas. Os terrenos foram comprados pela Kinross e cercados. Nos locais, uma placa indica: "propriedade privada".
Cleonice Magalhães, 33 anos, chegou a ser sondada para vender o terreno, mas permanece no bairro. "Mudou muita coisa por aqui. A gente tinha muita vizinhança. O bairro era tranquilo, sem barulho", contou a dona de casa, que mora no local com o marido e dois filhos.
"Já ouvi histórias sobre ficar doente por causa da mineração. A poeira no bairro é escura, cinzenta e tem cheiro ruim. Além disso, todos os dias, na parte da tarde, temos a detonação agendada [explosões controladas feitas pela mineradora para a quebra da rocha], que balança tudo. Já chegou a derrubar vasilhas."
No bairro Amoreiras 2, também vizinho à mina, os moradores demonstram preocupação com o avanço da mineração. A aposentada Ermelinda da Silva Pereira, 66 anos, se mudou para o local há sete anos, quando vendeu a casa onde morava em outra região de Paracatu para a Kinross. "Saí, mas continuo vizinha da mineradora. É muita poeira e muito barulho. A casa vive cheia de rachaduras por causa das detonações. E o ruim disso tudo é que o ouro não fica aqui. É exportado", reclamou.
Mesmo no centro histórico da cidade, mais distante da mina, é possível sentir os tremores provocados pela mineradora.
O geólogo e diretor da Fundação Acangaú, Márcio José dos Santos, mora em Paracatu há 26 anos e critica fortemente o fato de as atividades da empresa serem executadas tão perto do município.
"O projeto de lavra, no início, era curto, de 15 anos, mas a empresa veio com um plano de expansão", contou. Ele lembrou que a região vive longos períodos de estiagem e que a poeira carregada de metais pesados é perigosa para a saúde humana, sobretudo para os que vivem em bairros periféricos e mais próximos à mina. "Quando um processo de contaminação se inicia, é muito difícil reverter. A tendência é a acumulação", alertou.
A secretária de Saúde da cidade, Nádia Maria Roquete Franco, destacou que, em 2013, a prefeitura divulgou um estudo garantindo que a população da cidade estava livre de qualquer tipo de intoxicação – inclusive por arsênio, liberado pela mineração de ouro a céu aberto. Foram colhidas amostras de urina, sangue e cabelo dos habitantes. Também foi feita uma análise da água consumida pela população. Ela admite, entretanto, que vê com preocupação a aproximação da mineradora com a cidade e defende um monitoramento constante das atividades e da saúde dos moradores.
"É prudente para o município fazer esse tipo de estudo a cada quatro ou cinco anos", disse. "Mas a população não precisa estar alarmada em relação ao arsênio. Mitos e boatos são muito difíceis de serem desmistificados, mas a pesquisa está à disposição para quem quiser ver".

A Kinross Gold Corporation, por sua vez, informou que também fez um estudo que comprova que não há perigo de intoxicação para a população paracatuense. Além de amostras de urina, sangue, cabelo e água, a empresa também diz ter analisado a qualidade da poeira nas regiões próximas à mina. Em todos os casos, as concentrações de arsênio foram consideradas abaixo do nível permitido pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Movimentos articulam ato contra concessão da Globo


Cresce nas redes sociais um movimento convocando manifestações em todo o Brasil pelo fim da Rede Globo. O objetivo é pedir a cassação dos direitos de transmissão da TV dos Marinho. O protesto está agendado para ganhar as ruas no dia 1º de abril em frente aos prédios da emissora no país. A data foi escolhida por ser o Dia da Mentira e a data de início do golpe militar de 1964, apoiado pela Globo. Já há também um abaixo-assinado contra a emissora na internet. A cassação da concessão de uma emissora é um processo simples, que pode ser feito por qualquer cidadão, instituição ou sindicato, perante a constituição  É feito e protocolado o pedido e enviado a presidente da República ou ao ministério das comunicações e quem dá a palavra final é o ministro das comunicações. Os motivos devem ser descritos e claros, e a decisão não pode ser recorrida.

segunda-feira, 16 de março de 2015

Polícia prende mais um fugitivo em Vazante

A Polícia Militar (PM) continua as buscas por presos que fugiram no último domingo (15) da cadeia pública de Vazante após um motim. No início da tarde desta segunda (16), mais um foi localizado e preso no Distrito de Claro de Minas. Até agora, seis dos onze presos que escaparam foram recapturados. Os presos fugiram depois de um grupo render e agredir um agente penitenciário. 
Os rebelados destruíram equipamentos eletrônicos, mobiliários e documentos.  Por conta dos estragos, o local não teve condições de abrigar os detentos. Eles foram transferidos para unidades prisionais das cidades de João Pinheiro, Patrocínio, Unaí e Paracatu. O agente ferido foi levado para o hospital municipal, onde recebeu atendimento com suturas e passa bem. A polícia informou ainda que a cadeia tinha 51 presos em regime fechado e quatro albergados. 

BH é oficialmente uma das sedes das olimpíadas de 2016

Belo Horizonte está oficialmente confirmada como uma das cidades-sede do futebol durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. O torneio será disputado em outras cinco cidades, além de Belo Horizonte: Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Manaus e Brasília.
A confirmação das sedes da competição ocorreu nesta segunda-feira (16/3), após reunião do Comitê Olímpico da Federação Internacional de Futebol (Fifa), em Zurique, na Suíça. Único esporte com disputas fora do Rio de Janeiro, o futebol vai espalhar o espírito Olímpico pelo país com a realização de 58 partidas em diferentes regiões. Ao todo, 16 países vão disputar o torneio masculino e 12, o feminino.
Durante o encontro, também foi definido que as partidas do futebol serão disputadas nos seguintes estádios: Mineirão (MG); Maracanã e Estádio Olímpico - Engenhão (RJ); Arena Corinthians (SP); Arena Fonte Nova (BA); Arena Amazônia (AM); e Estádio Mané Garrincha (DF). Foram confirmadas, ainda, duas seleções da América do Sul com presenças já garantidas na competição masculina: o Brasil, como país anfitrião, e a Argentina, campeã do Sul-americano Sub-20.
No feminino, o Brasil, como país-sede, e a Colômbia, vice-campeã da Copa América 2014, também carimbaram seus passaportes. As outras vagas serão definidas por meio de torneios classificatórios continentais até abril de 2016. As delegações da Grã-Bretanha e da Irlanda confirmaram Belo Horizonte e Uberlândia, respectivamente, como locais de preparação.
Minas Gerais possui 16 centros de treinamentos habilitados em nove cidades. Para os jogos oficiais, o estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG), construído em 1965 e regularmente utilizado para grandes competições nacionais e internacionais de futebol, poderá receber 69.900 torcedores assentados.
O Governo de Minas, conforme já anunciado na assinatura do contrato pelo governador Fernando Pimentel e pelo presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, no dia 9 de fevereiro, no Palácio Tiradentes, irá nomear representante oficial do Estado para conduzir o processo e formar um grupo de trabalho destinado ao planejamento e à condução das futuras operações do torneio.
Regulamento
No futebol Olímpico masculino as 16 seleções serão divididas em grupos de quatro, e a competição será disputada por jogadores de até 23 anos, com exceção de três atletas sem limite de idade em cada equipe. Classificarão para a fase seguinte as duas melhores de cada grupo, e as fases de quartas-de-final, semifinais e finais serão disputadas em playoffs (mata-mata). O torneio começa no dia 4 de agosto – um dia antes da abertura oficial dos Jogos. A luta direta por medalhas acontecerá no dia 20 de agosto, no Maracanã.
No feminino, não há restrição de idade e as 12 seleções serão divididas em três grupos de quatro. Passarão à fase seguinte as duas melhores de cada grupo e as duas melhores terceiras colocadas. As oito classificadas se habilitam para seguir adiante nas quartas-de-final, depois semifinais e finais em regime de playoffs.  A competição começa no dia 3 de agosto – dois dias antes da cerimônia de abertura. O campeão será conhecido no dia 19 de agosto, no Maracanã.
Em 17 dias corridos o público brasileiro poderá acompanhar 42 categorias de esportes como atletismo, hipismo, ginástica artística, esgrima, judô, basquetebol, entre outros. Serão 306 provas com medalhas, sendo 161 masculinas, 131 femininas e 9 modalidades mistas, com cerca de 10.500 atletas de 250 países. Estão sendo vendidos 7,5 milhões de ingressos para o megaevento olímpico.
Impacto na economia 
Com base nos números e dados da Copa do Mundo, é possível ter  ideia de como será a movimentação econômica e de turismo em Belo Horizonte e no país durante os Jogos Olímpicos de 2016. O visitante que veio à capital mineira participar da Copa do Mundo gastou, em média, R$ 1.268,72, valor 35,3% maior do que o registrado no mesmo período em 2013.
Estima-se que, aproximadamente, 355 mil pessoas visitaram Belo Horizonte durante o Mundial, gerando uma receita direta de R$ 451,3 milhões. Já a receita indireta impulsionada pelo evento está estimada em R$ 1,6 bilhão para o setor de comércio e serviços da cidade.
Os dados preliminares fazem parte da pesquisa em andamento da Secretaria de Estado de Turismo e Esportes (Setes), feita com apoio da Belotur e do curso de Turismo da UFMG, com 1.116 pessoas. Esta amostragem representa 40% dos entrevistados, com margem de erro de 3%, de um total de 2.800 pessoas. Dos 355 mil visitantes, 57% são estrangeiros e 43% brasileiros.
Hotéis e pousadas (46%), albergues (20%) e casa de amigos e parentes (19%) foram os meios de hospedagem mais utilizados pelos visitantes durante a estada em Belo Horizonte. O maior crescimento foi observado nos albergues, que no mesmo período do ano passado representavam apenas 1,3%.
Os visitantes permaneceram, em média, 6,7 dias na capital, revelando aumento de 36,7% com relação ao mesmo período no ano anterior. Trinta e dois por cento visitaram outros municípios do Estado durante a Copa do Mundo, permanecendo mais 5,3 dias, em média, em Minas Gerais.
Jeito mineiro faz sucesso
A hospitalidade destacou-se como o item mais bem apreciado no universo consultado pela Setes e parceiros, seguido pela gastronomia, serviços de bares e restaurantes e serviços de hospedagem. Setenta e sete por cento deles experimentaram a gastronomia mineira durante a estada, com destaque para o feijão tropeiro (41%) e o pão de queijo (32%).
Para os 58% dos entrevistados que visitaram mais de uma cidade-sede durante a Copa do Mundo, 31% afirmaram que Belo Horizonte foi a capital melhor preparada para o evento, seguida pelo Rio de Janeiro (25%) e Fortaleza (12%).


sexta-feira, 13 de março de 2015

Rebelião no presídio de Vazante

Foto: Rádio Montanheza

Foi preciso a intervenção da Polícia Civil e Militar na tarde desta quarta-feira (11), para conter presos rebelados no pátio da cadeia. Eles arrancaram uma câmera de segurança e danificaram o cadeado de uma das celas. Os atos motivaram agentes da polícia a realizar buscas em todas as celas que resultou na apreensão de pelo menos quatro celulares e uma serra.
Durante as buscas alguns presos iniciaram uma rebelião, desafiando à autoridade policial presente, bem como incitando os presos a se rebelarem contra os policiais civis e militares. A ação aconteceu por volta das 13h e só foi controlada por volta das 18h.
Durante a operação policial alguns dos presidiários clamaram por transferência para outros presídios.

quinta-feira, 12 de março de 2015

Fragmento de titanossauro é descoberto em Uberaba


Descoberta de fósseis em Uberaba, no Triângulo Mineiro, fortalece ainda mais o município como “terra dos dinossauros”, estimula a elaboração do mapeamento paleontológico da região e, de forma inédita, ativa a parceira entre cientistas e empreendedores da construção civil para preservação de sítios pré-históricos. Escavações num terreno de área nobre da cidade, o Bairro São Bento, onde são construídas oito torres residenciais, levaram à localização do fêmur de um Titanosauria, animal que viveu há cerca de 80 milhões de anos, e de fragmentos menores. O achado, ocorrido há um mês e divulgado ontem, entusiasma pesquisadores do Complexo Cultural e Científico de Peirópolis, da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (CCCP/UFTM), que fizeram a identificação e já colocaram o material em exposição no museu da instituição. “Quem procura acha e, neste trabalho, precisamos também ter sorte”, diz o supervisor do CCCP, o paleontólogo Thiago Marinho. Ele explicou que tudo começou há dois anos, durante a construção de um shopping, por outra construtora, ao lado do terreno no qual são erguidos os prédios. Diante dos vestígios pré-históricos na área, a equipe de Peirópolis procurou o promotor de Justiça da comarca, Carlos Alberto Valera, e encontrou boa receptividade por parte do empreendedor Tiago Pantaleão. Interessado nos estudos, o construtor convocou inicialmente dois paleontólogos da Universidade de Paulo (USP), que viram potencial na área, mas não localizaram nada. Com o sinal verde para visitar a área, Thiago Marinho, ao lado do empreendedor, não demorou mais do que 10 minutos para achar o fêmur do titanossuro no meio de um bota-fora ou rejeito das escavações do condomínio. Em novas ações nas rochas fossilíferas, foram surgindo mais de 30 fragmentos, entre eles dois de tartarugas. “Houve muito empenho de nossa parte e boa vontade do empresário. Não ocorreu embargo da obra e estamos podendo trabalhar com tranquilidade no terreno para ver se achamos mais fósseis”, conta o paleontólogo. Uberaba e arredores são celeiro para os paleontólogos, que em julho localizaram em Campina Verde, município vizinho, a ossada inteira de um crocodilo e a vértebra do pescoço de um titanossauro, o maior dinossauro brasileiro, que teria 25 metros de comprimento. “A região é rica em calcário proveniente de águas subterrâneas. É um calcário muito puro que beneficiou a fossilização”, explica o supervisor do CCCP.
MAPEAMENTO Outro entusiasmado com o potencial de Uberaba, e com a novas portas que se abrem para as pesquisas e proteção, é o promotor de Justiça Carlos Alberto Valera. Ciente da riqueza da região, ele destaca que o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) emitiu nota técnica sobre o assunto e entrou em contato com a construtora. Entre os efeitos, está o futuro mapeamento paleontológico, de forma a nortear todos os empreendimentos, sem destruir os sítios pré-históricos. A partir da nota técnica do DNPM, os ministérios públicos de Minas Gerais (MPMG) e Federal (MPF) vão fazer uma recomendação às prefeituras da região para impedir impactos durante obras ou serviços que movimentem ou revolvam terra. Qualquer atividade nesse sentido, portanto, deverá ter autorização municipal, com a obrigatoriedade de se fazer o monitoramento paleontológico. “O momento é muito importante. Devido aos novos achados, teremos instrumentos preventivos e de acompanhamento de projetos”, afirmou Valera. Com o empreendimento na etapa final, Tiago Pantaleão conclama os construtores a seguir o exemplo e preservar os sítios históricos e pré-históricos. “Muitos vezes, por desconhecimento das pessoas, perde-se um material riquíssimo. Não faz sentido, em pleno ano de 2015, alguém deixar de proteger esses tesouros. Quero inaugurar um novo tempo, abrindo as nossas próximas obras, desde o começo, para avaliação do potencial”, afirma Pantaleão.
Ossadas milenares - Para chegar aos dias de hoje, essas joias foram conservadas por meio de mumificação, congelamento, âmbar, lagos asfálticos e outros. Em Minas, há áreas de destaque, como o Triângulo, terra dos dinossauros, Norte, Noroeste e Sul, além do Vale do Rio das Velhas, principalmente a região cárstica de Lagoa Santa, na Grande BH. A recente descoberta se deu nas rochas sedimentares denominadas arenitos da Formação Uberaba, nome dado a este conjunto que recobre quase toda a superfície da malha urbana do município. 
Memória - Rico território - Em dezembro de 2012, descobertas em Campina Verde, no Triângulo Mineiro, surpreenderam os cientistas. Em escavações no município, distante 676 quilômetros de Belo Horizonte, equipe da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) encontrou fósseis com cerca de 70 milhões de anos pertencentes a um tipo de dinossauro que poderia ter até 15 metros de comprimento. O achado divulgado pelo coordenador da equipe, o professor e paleontólogo Douglas Riff, do Instituto de Biologia da universidade, incluiu um íleo (osso da bacia) e um conjunto de vértebras. Há mais de mês, foi encontrado um osso com mais de um metro de comprimento no mesmo local. Os ossos estavam às margens da rodovia federal da BR-364, ligando São Paulo (SP) a Cuiabá (MT). Durante a construção, as máquinas fizeram um corte na estrada e os fósseis apareceram. Já em julho, também em Campina Verde, foi localizada a ossada de um crocodilo inteiro e, uma semana depois, a vértebra do pescoço de um titanossauro, o maior dinossauro brasileiro, que teria 25 metros de comprimento.



quarta-feira, 11 de março de 2015

Aécio, de novo, não vai ao protesto

Assim como em dezembro do ano passado, quando divulgou um vídeo convocando protestos contra a presidente Dilma Rousseff, mas não foi (estava em Santa Catarina, na praia), o senador Aécio Neves, presidente nacional do PSDB, anunciou nesta quarta-feira, 11, que não irá participar das manifestações de domingo; "Exatamente para não dar força a esse discurso de que nós estamos vivendo o terceiro turno no Brasil. O PSDB estará nas ruas através dos seus militantes, mas sem o apoio institucional do seu presidente", disse; Aécio afirmou ainda que a presidente Dilma Rousseff está "sitiada" e reagiu com ironia às críticas críticas do PT de que o panelaço contra o pronunciamento da presidente tenha sido apoiado pela oposição ao governo; "Não conseguiríamos comprar tantas panelas para atender a tantos brasileiros".