quinta-feira, 30 de abril de 2015

Vacinação conta gripe "Influenza" começa na segunda-feira (4)

A partir do dia 4 de maio (segunda-feira), tem início a Campanha Nacional de Vacinação Contra Influenza 2015. A Secretaria Municipal de Saúde de Vazante ainda não divulgou em quais locais irá disponibilizar a vacina. O Dia “D” (Dia Nacional de Vacinação) acontece no dia 09 (sábado), com atendimento em todo o Brasil de 8h as 17h. A vacina é gratuita para pessoas com 60 anos e mais; gestantes; crianças de 6 meses a menores de 5 anos; indígenas; mulheres no pós-parto até 45 dias; Doenças crônicas (prescrição médica, conforme listagem do Ministério da Saúde). Não esqueça o cartão de vacina e documento com foto

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Direção trava e carreta cai em ribanceira em Vazante

 

Na madrugada desta quarta-feira (29), o motorista de uma carreta carregada com adubos perdeu o controle da direção e o veículo caiu em uma ribanceira no Km 290 da MG-188, no município de Vazante. A Polícia Militar informou que o acidente ocorreu por volta das 2h e o motorista ficou preso nas ferragens até ser resgatado aproximadamente às 11h.


Segundo informações da PM, o motorista da carreta com placa de Patos de Minas seguia e Coromandel para Paracatu e alegou que o veículo apresentou problemas mecânicos. A direção do veículo travou e ele não conseguiu finalizar uma curva. Ainda de acordo com a Polícia Militar, o motorista ficou com as pernas presas nas ferragens até o resgate, feito pelo Corpo de Bombeiros, que durou cerca de duas horas e meia e foi finalizado por volta das 11h. O motorista foi encaminhado para o Hospital Municipal de Vazante com ferimentos leves e sem fraturas.

Manifesto anônimo denuncia "não práticas" no Canil Municipal


Exemplar de panfleto que chegou à Redação do jornal DeFato, de autoria anônima, questiona uma série de irregularidades no Canil Municipal de Vazante. O material está sendo distribuído em pontos estratégicos da cidade e tem por finalida-de, conforme o próprio título denunciar uma série de “não boas práticas” ou maus tratos aos animais recolhidos ao recinto.
Dentre os itens constantes da denúncia o panfleto afirma que no canil falta comida, remédios e veterinário e que os animais estão morrendo à míngua. Também questiona a responsabilidade dos administradores municipais.

Inaugurado no dia 30 de março de 2014, o Canil Municipal de Vazante foi instalado em uma antiga construção próxima à Estação de Tratamento de Esgoto da cidade na saída para Patos de Minas. Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura de Vazante, o local pode comportar até 150 cães e 50 gatos e contava inicialmente com uma equipe de sete funcionários, sendo dois para a captura de animais vadios nas ruas, um vigia, uma recepcionista, dois auxiliares e serviços gerais e uma médica veterinária. O funcionamento seria de segunda a sexta-feira das 7 às 17 horas. 

terça-feira, 28 de abril de 2015

Rui Côrtes - Vazante: Barco à deriva


         Após essa brincadeira sem graça, o papo agora é sério. Dr. José está no comando de um barco milionário. A prefeitura de Vazante corre muita grana. São quatro milhões (todo mês) para que o prefeito faça sua gestão. Para o leitor ter uma noção, com esse dinheiro daria para comprar TRINTA ambulâncias ou contratar DUZENTAS especialidades médicas. Até agora Dr. José administrou 96 MILHÕES DE REAIS, desde sua posse.
         E para nossa perplexidade, a administração municipal vem a publico, justificando sua incapacidade, colocando a culpa no orçamento mensal ou na União. Vazante já foi sinônimo de progresso. Hoje está a um passo do colapso administrativo. Ninguém entende o que fazem com essa “dinheirama”.
         Na eleição passada, Dr. José pediu que as pessoas devolvessem a conta de água para o ex-prefeito Dr. Jacques: DEVOLVE A CONTA PRA ELE, esbravejava o marqueteiro. Hoje a pergunta que não quer calar é a seguinte: DOUTOR JOSÉ, CADÊ O DINHEIRO QUE ESTAVA AQUI?
         Esse Barco chamado Vazante está à deriva. Quase abandonado. O comandante, sem forças, não consegue mais remar. Alguns de seus aliados são jogados ao mar para virar comida de tubarão. Pelo simples fato de acreditarem que o rumo tomado pela administração não é o mais adequado. Sem falar na- queles outros que abandonaram o barco por conta própria porque não queriam virar comida de peixe.
         Desde que tomou posse, o prefeito governa a deriva. Sem rumo certo. Ao sabor dos ventos. A cada novo obstáculo, ao invés de mudar a forma de governar, o chefe do executivo opta em sacrificar algum secretariado, como se isso fosse suprir a incompetência administrativa.
         De longe, acomodados em suas poltronas, no aconchego do FAROL, a maioria dos vereadores faz vista grossa. Alguns aguardando a hora do naufrágio. Outros tirando proveito da situação. E ainda AQUELE que a gente acreditava que poderia mudar o rumo da história, mas que infelizmente, parece que já entrou na brincadeira do comandante. Lamentável isso, afinal, quando o barco afundar, poucos vão se salvar.
         Não sou do tipo que quanto pior melhor, no entanto, tenho que assumir que já perdi a esperança. Essa viagem nesse barco furado saiu pior do que a encomenda. Os poucos pontos positivos não conseguem suprir a desordem à vista. Salve-se quem puder! Na falta de colete, é bom que a gente saiba votar na próxima eleição.
         Até a próxima parada. Abraços para cada um de vocês, dessa vez com sabor de MAIO! 

Carlinhos do Ciça: Tem muitos fazendeiros com saudades do Zé

A exoneração do secretário municipal de Obras Leonício Rodrigues suscitou vários comentários com relação aos reais motivos da sua saída. Um deles é de que o Léo vinha batendo de frente com o prefeito por discordar do tratamento dispensado à sua pasta. Ele estaria insatisfeito por não dispor da estrutura necessária ao desempenho do seu trabalho e com a falta de dinheiro para manutenção das máquinas e até para compra de combustível.
         Há também comentários de que do alto da sua experiência, adquirida no período em que comandou a Semob no mandato do ex-prefeito Alcides Diniz, Léo discordava de certas ordens dadas pelo prefeito Dr. Zé por saber que ele não entende bulhufas de obras. Dizem que o ex-secretário ficava ainda mais desobediente quando as ordens eram para beneficiar apadrinhados políticos do seu chefe.
         Comenta-se também que por pirraça do prefeito ou falta de crédito da prefeitura, o ex-secretário penava quando precisava comprar peças para consertar alguma máquina ou veículo quebrado. Segundo os rumores, Léo não encontrava apoio no âmbito da administração porque não se subordinava ao staff do governo e deixava de executar muitos serviços solicitados por auxiliares direto do prefeito, que podem ter turbinado a sua exoneração.
         O tititi em torno da saída do ex-secretário também levantou uma discussão oportuna sobre o desempenho da Semob no governo do Dr. Zé. Enquanto o prefeito troca de secretários como quem troca de roupa, a situação das estradas rurais está cada vez mais precária em diversas localidades que ainda nem viram as máquinas da prefeitura depois da sua posse.
         Conforme as críticas, a maior parte das vias rurais de Vazante só não dissolveu com as últimas chuvas por conta das obras estruturais realizadas pela administração anterior através do antigo programa Pró-Estradas, que tinha um investimento anual de mais de R$ 1 milhão. De lá pra cá, a Semob faz praticamente a operação tapa-buraco e o serviço de patrolamento, ignorando as obras de infra-estrutura para garantir a durabilidade das pistas.
         Tem regiões em que muitos fazendeiros já estão revoltados com as péssimas condições das vias rurais e loucos pra ver o prefeito Dr. Zé por o pé na estrada. Eles morrem de saudade do outro Zé: o ex-secretário municipal de Obras, José Humberto Alves Borges, que trabalhava com autonomia e sabedoria para livrá-los do caminho das pedras - dos buracos e da lama.
                            

domingo, 26 de abril de 2015

Explicando a polêmica dos shows da Festa da Lapa



Respondendo interinamente pela Paróquia de Nossa Senhora da Lapa, o padre Antônio Eduardo de Oliveira, pároco de Guarda-Mor, assumiu que foi ele quem não aprovou a realização dos shows da 134ª Festa da Lapa na Praça do Santuário. O próprio pároco fez questão de desmentir os rumores de que teria sido os festeiros que tomaram a decisão de impedir a realização do evento naquele local, contrariando a intenção do secretário municipal de Cultura, Turismo, Esportes e Lazer, Adilson Bastos. “A prioridade do Santuário é receber os devotos e romeiros no período da festa, o que seria dificultado pelo rigoroso esquema de segurança para os shows”, explicou o pároco.
         De acordo com padre Antônio Eduardo, o esquema de segurança para a realização dos shows exigiria o fechamento de todas as portas do Santuário e a instalação de cercados no entorno da praça para que as pessoas fossem revistadas ao entrar na área do evento e até na gruta Lapa Nova, que é visitada por milhares de romeiros. “Isto impediria o acesso dos devotos ao Santuário, principalmente dos peregrinos que vêm de longe empreendendo longas caminhadas para visitar Nossa Senhora da Lapa”, justificou.
O esquema de segurança funcionaria nas apresentações de todos os artistas contratados para a festa, inclusive no show religioso do padre sertanejo Alessandro Campos que, por estar mais em evidência na mídia, deverá atrair um grande público. “Fechar o Santuário e dificultar o acesso dos visitantes são medidas que contrariam a recomendação do Papa Francisco, que prega uma Igreja de portas abertas para os devotos”, concluiu o padre Antônio Eduardo.   
         Com a decisão do pároco, o secretário Adilson Bastos decidiu manter a tradição das atrações no estacionamento do ginásio Reni Soares da Cunha. Ele também contrariou as expectativas de que os shows poderiam ser realizados no encontro das avenidas Paracatu-Gustavo Rosa, onde aconteceu o Carnaval deste ano.

         De novo no Renisão, as atrações da 134ª Festa da Lapa terão início no dia 30 de abril, quinta-feira com o padre Alessandro Campos. No feriado de 1º de maio, sexta-feira, haverá show com o cantor Iury Flores e a dupla Mateus Ferraz & Vitória. A programação será encerrada no dia 2 de maio, sábado, com a dupla João Neto & Frederico.

Dilma começa a construir uma boa narrativa


A chamada de capa da revista Carta Capital deste fim de semana é precisa. "A situação da Petrobras é melhor do que a mídia gostaria e frustra quem sonha em devovê-la ao projeto entreguista do governo FHC".
Em uma frase, ela resume o que pode vir a ser o eixo central da narrativa do segundo governo Dilma. Depois de sofrer o mais intenso bombardeio a que uma presidência já foi submetida, Dilma resistiu. Mais do que isso, sua resistência simboliza, ainda, a permanência do modelo de partilha no pré-sal.
No dia em que a Petrobras publicou seu balanço, a última quarta-feira 22, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) soltou uma declaração emblemática. Disse que os prejuízos da estatal justificariam uma mudança no modelo do petróleo, com a retomada das concessões. Dias antes, o senador Aloysio Nunes, que era seu vice, publicou um artigo na Folha, em que dizia defender a Petrobras, mas, na prática, falava em nome dos interesses de empresas como Exxon e Chevron (leia mais aqui), defendendo também a abertura do pré-sal a firmas estrangeiras.
Com o fim do chamado 'terceiro turno', encerrado depois que o jurista Miguel Reale Jr. se negou a assinar um parecer pró-impeachment encomendado pelo PSDB (saiba mais aqui), o Brasil poderá, aos poucos, retomar certa normalidade. No governo federal, a aposta para reativar a economia é um pacote de concessões que pode chegar a R$ 150 bilhões (leia aqui). A isso, somam-se os acordos de leniência com as construtoras, que poderão voltar a trabalhar e a retomar contratações.
No entanto, nada é tão importante quanto a Petrobras. Nas últimas semanas, a empresa obteve financiamentos do Banco de Desenvolvimento da China, de três bancos nacionais (Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Bradesco) e também manteve sua classificação de risco. Caso o mercado internacional de petróleo se normalize, como já ocorreu com o minério de ferro, que fez as ações da Vale dispararem 30% na última semana, a Petrobras poderá ter melhoras significativas em suas condições financeiras.
Num cenário hipotético, imagine o que Dilma poderá dizer, ao final de seu mandato, caso o Brasil consiga se transformar num grande exportador de petróleo, gerando mais divisas para o País. Impossível? Pois a Shell decidiu pagar US$ 70 bilhões pelas operações da BG no Brasil apostando que, assim, poderá multiplicar por dez sua produção de petróleo até o fim da década.
"O Brasil é o país mais excitante para o mercado de petróleo no mundo", disse Ben van Beurden, executivo-chefe da Shell, que se encontrou com a presidente Dilma na última semana. Quem é do ramo sabe que o Brasil está sentado sobre um mar de óleo e gás. Caso essa riqueza se materialize, Dilma poderá terminar seu mandato numa condição que hoje parece inimaginável.

Parto Forçado: Casal de Guarda-Mor processa Hospital São Lucas por morte de filha

A conselheira tutelar Marli Ferreira Martins e seu marido Fernando Ferreira de Souza estão processando o Hospital São Lucas, de Patos de Minas, pela morte da filha recém nascida, Maria Fernanda, ocorrida no último dia 8 de março. O casal, que mora em Guarda-Mor, denuncia negligência do obstetra responsável pelo parto, Dr. Luiz Carlos de Souza, e acusa o hospital de irresponsabilidade no atendimento a gestante.
         O fato aconteceu no dia 18 de janeiro quando Marli sentiu-se mal por volta das 7 horas da manhã e procurou o Hospital Municipal de Guarda-Mor, recebendo atendimento do médico Jonathan Fusco. Ao analisar a situação da gestante, o médico constatou a necessidade de uma cesariana e a encaminhou para o Hospital São Lucas com agendamento de internação pelo SUS. Dr. Jonathan inclusive acompanhou a paciente na ambulância que a transportou para Patos de Minas.
         Marli chegou ao Hospital São Lucas as 11h30m, sendo atendida e levada para um quarto, onde recebeu os cuidados de enfermeiras. Dr. Luiz Carlos, que deveria estar de plantão, só chegou ao hospital por volta das 15 horas, quando recomendou aplicação de soro e medicamento na paciente e foi embora. “A minha bolsa já havia rompido e, com o efeito do medicamento, eu comecei a sentir dores e contrações”, conta Marli.
         Dr. Luiz Carlos somente retornou ao hospital às 18 horas, quando fez o exame de toque na gestante e constatou que o bebê estava sentado, mas disse que faria o parto normal. “Ele falou que iria telefonar para o anestesista e eu pedi a ele para falar com o meu marido que estava na portaria do hospital, porque a gente poderia pagar pela cesariana”, diz a paciente. Marli afirma que o médico ignorou o seu pedido e ainda a perguntou, com arrogância, se ela tinha mesmo 6 mil reais para pagar a cesárea.
          A paciente foi levada para a sala de parto somente às 8 horas da noite, quando teve início um procedimento complexo e doloroso que colocou em risco a vida da mãe e causou fratura de crânio na criança. Após o nascimento, o bebê foi levado às pressas para a UTI Neonatal, onde ficou um mês e oito dias em estado vegetativo, antes de falecer. “O médico fez um parto forçado que provocou a morte da minha filha”, desabafa Marli.
         Quem conta a pior parte desta história é o marido de Marli, que ficou todo o tempo na recepção do Hospital São Lucas sem saber do drama vivido pela mulher. “Todas as vezes que eu pedia informações a recepcionista ela dizia que estava tudo bem. Não me informaram nem que o médico não estava no hospital na hora em que minha esposa foi internada”, revela Fernando. A maior revolta dele foi saber, posteriormente, que o hospital não tinha anestesista de plantão naquele dia, fato que teria levado Dr. Luiz Carlos a insistir na realização do parto normal, quando o indicado era a cesariana.
         Por telefone, o próprio anestesista do hospital Dr. José Maria de Matos afirmou para Fernando que não estava de plantão e se encontrava em uma festa de reis na localidade de Capelinha do Chumbo. “Se eu fosse avisado antes que não havia anestesista de plantão, teria tirado minha mulher de lá e levado para outro hospital, porque eu tinha como pagar seis mil reais por uma cesárea”, reclamou Fernando, que trabalha como gerente de produção agrícola.

         Ao ser avisado que o Hospital São Lucas seria processado, o seu diretor, Dr. Sérgio Piau Vieira, esquivou-se da responsabilidade da instituição, mas admitiu a negligência do médico e do anestesista. Ele afirmou que Dr. José Maria estava realmente escalado para o plantão, mas não compareceu ao trabalho, fato que Dr. Luiz Carlos deveria ter informado a direção do hospital para que fossem tomadas as medidas cabíveis. “As justificavas deles não me importam. Nossa filha morreu e eles merecem ser punidos para que este tipo de coisa não aconteça também com outras famílias”, concluiu Fernando. 

Padre bebe, tenta escapar de blitz, bate em moto da PM e é preso



O padre Erli Lopes Cardoso, de 41 anos, que atua na Paróquia Nossa Senhora da Divina Providência, na Pampulha, foi preso na madrugada deste sábado por dirigir embriagado e provocar um atropelamento no Bairro Ouro Preto, Região Noroeste de Belo Horizonte. De acordo com informações da polícia, o padre tentou escapar de uma blitz da Lei Seca que ocorria na região e entrou na contramão da Rua Brasileia, onde bateu em uma moto da Polícia Militar (PM). O soldado que pilotava a viatura atingida estava sinalizando a via em razão da blitz, que estava sendo realizada na Avenida Fleming. O militar não se feriu porque pulou da moto antes da batida. Padre Erli foi submetido ao teste de bafômetro, que apontou 0,44 mg/l de álcool no sangue, o que é considerado crime de trânsito. Com isso, além de preso, o religioso será submetido a processo administrativo com suspensão da carteira de habilitação.

PERISCÓPIO: Questionada a diplomacia do Chefe de Gabinete


VAZANTE: Arrocho contra as dívidas

Intenção de Cleusa era reduzir em 50% as despesas com a Festa da Lapa
Na primeira entrevista a imprensa local após ser empossada no último dia 3 de março, a nova secretária municipal da Fazenda Cleusa Antônia de Souza deixou bastante claro que a prefeitura de Vazante passa por sérias dificuldades financeiras. Ela revelou que o município deve cerca de R$ 1.200.000,00 e disse que será preciso medidas corretivas e impopulares para enxugar as despesas do governo municipal e quitar as dívidas com os credores.
            A secretária informou que uma das medidas de contenção já tomadas pela administração foi a dispensa recente de 38 servidores contratados. Outra iniciativa da prefeitura para redução de gastos foi a contratação de uma empresa especializada para analisar quais servidores realmente tem direito ao adicional de insalubridade.
            Vários servidores municipais não receberam adicional de insalubridade e horas extras no mês passado, o que, segundo a secretária, felizmente possibilitou o pagamento da folha de salários, que gira em torno de R$ 1,4 milhão a R$ 1,6 milhão por mês, incluindo os encargos sociais.
            Cleusa garantiu que quem tiver direito a insalubridade será ressarcido este mês, assim como os servidores que comprovarem as horas extras trabalhadas.
            A nova secretária informou também que está em estudo uma possibilidade de desativação estrutural de algumas secretarias municipais, que podem ser incorporadas em outras, mas continuar “existindo juridicamente”. Ela disse que, como forma de reduzir despesas, a prefeitura pode funcionar pelo menos dois meses apenas com os serviços essenciais. Além disso, a secretária sinalizou que poderá haver redução de valores ou suspensão das subvenções repassadas para algumas entidades comunitárias e sociais por um período de até três meses.
            Em relação aos gastos deste ano com a Festa da Lapa, Cleusa disse que sua intenção era de reduzir 50% das despesas com o evento na comparação com o ano passado.
            Apesar da obstinação que a nova secretária demonstra para pagar as dívidas da administração municipal, os gastos com a contração de shows e demais despesas com a realização da Festa da Lapa devem passar de R$ 350 mil este ano. 
            Depois desta nova conta, Cleusa terá que reforçar ainda mais o principal refrão da sua reveladora entrevista: “enxugar, cortar, cortar e cortar”.                                                  (Da Redação)


sexta-feira, 24 de abril de 2015

Pouca iluminação pública em Vazante, mas com excesso na porta do SENAI


Na edição 23 do Jornal DeFato que circula a partir deste sábado (25) em várias cidades da região em sua coluna "Direto na Questão", o radialista e jornalista Valmir Borges questiona uma situação atípica dos educandários locais e da região. O excesso de luz na porta da Escola Técnica do SENAI. Várias são as luminárias que projetam luz forte para a Avenida Tancredo Neves, que acaba "pesando" nas vistas do motoristas que trafegam pelo local.

DIRETO NA QUESTÃO: Coluna questiona a pouca iluminação pública


Palmeiras morrendo na Av. Minas Gerais. Por que será?


Dívidas da prefeitura de Vazante é destaque na edição 23 do Jornal DeFato

Circula a partir deste sábado, 25 a Edição 23 do Jornal DeFato que enfoca o atual momento financeiro vivenciado pela Prefeitura de Vazante. Na capa, chama atenção a manchete: "Arrocho contra as dívidas". Nova secretária municipal da Fazenda Cleusa Antônia de Souza, prega medidas corretivas e impopulares para saldar contas de R$ 1,2 milhão da Prefeitura de
Vazante.
O DeFato circula nas principais cidades vizinhas ao município de Vazante, com distribuição personalizada nos centros comerciais de Vazante, Guarda-Mor, Lagamar e Lagoa Grande.

terça-feira, 21 de abril de 2015

Eliminados, torcida do Cruzeiro protesta na sede do clube

A sequência negativa nos últimos clássicos já incomoda a torcida do Cruzeiro. Após a eliminação no Campeonato Mineiro para o maior rival, um grupo de torcedores resolveu protestar, nesta segunda-feira, em frente à sede administrativa do clube, no Barro Preto, Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Organizados por meio das redes sociais, os torcedores levaram bandeiras e cartazes e manifestaram de forma pacífica. No local, fizeram várias reivindicações à diretoria celeste, dentre elas a contratação de um meia, que é prometida desde o início do ano após a saída de Everton Ribeiro, além de um novo diretor de futebol, cargo que ficou vago depois que Alexandre Mattos foi para o Palmeiras. O preço dos ingressos também foi questionado. O técnico Marcelo Oliveira também foi alvo de críticas por parte do grupo de torcedores. A equipe celeste não vence o clássico contra o Atlético desde julho de 2013. Com a derrota no último domingo, a sequência negativa foi ampliada para 11 partidas. Após a eliminação no Estadual, o Cruzeiro tem outro compromisso importante nesta terça-feira, às 20h30, contra o Universitario Sucre-BOL, no Mineirão, pela Copa Libertadores. O time precisa da vitória para não depender do resultado da partida entre Mineros e Huracán, que se enfrentam na Venezuela.

sábado, 18 de abril de 2015

BR 365: Obras na rodovia durante o feriadão



A Polícia Rodoviária Federal abriu na sexta-feira (17), a Operação Tiradentes nas rodovias de todo o país. A expectativa é de movimentação intensa na região de Patos de Minas. Quem for passar pela BR 365 deve redobrar os cuidados. A pista está passando por melhorias e existem pontos de bloqueio. O Governo Federal contratou um consórcio para fazer melhorias na rodovia no trecho que vai de Patos de Minas à Uberlândia. As equipes trabalham nas proximidades da Delegacia da Polícia Rodoviária Federal em Patos de Minas. Os acostamentos estão sendo refeitos e em alguns pontos, a BR está funcionando apenas em meia pista. Há pontos de bloqueio e os motoristas devem exercitar a paciência. Tanto a Polícia Militar Rodoviária quanto a Polícia Rodoviária Federal reforçam a fiscalização até a próxima terça-feira (21), feriado de Tiradentes. A meta é reduzir o número de acidentes e mortes nas rodovias, como ocorreu no Feriadão da Semana Santa.

BARBARA DETONA BLOGUEIRO TUCANO, QUE VAI PARAR NO TT


Uma denúncia publicada hoje pela Folha de S. Paulo, sobre um blogueiro que recebe mesada de R$ 70 mil/mês do governo paulista para promover ofensas na internet (saiba mais aqui), está bombando entre os assuntos mais comentados do dia, nas redes sociais. O blogueiro em questão se chama Fernando Gouveia, apresenta-se como Gravatái Merengue e mantém o site Implicante, que dissemina ataques ao PT e à presidente Dilma Rousseff. Uma das postagens, por exemplo, afirmava que a presidente "jogou cabides em empregada no Planalto" – trata-se de uma notícia falsa, negada pela ex-servidora. Em seu Twitter, Gouveia postou um texto em que se defende das acusações, mas não nega a mesada.
Gouveia vem sendo duramente atacado por profissionais de imprensa, que já foram vítimas de seus ataques. Quem se manifestou, neste sábado, foi a jornalista Barbara Gancia, que defendeu, inclusive, uma investigação da Polícia Federal sobre o caso. "Professor paulista ganha, em média, 2 mil por mês para educar. Blogueiro fofoqueiro ganha 70 mil por mês para deseducar politicamente", postou o perfil La Pasionaria, um dos mais ativos no Twitter.
Leia, abaixo, o texto de Gancia:
Este senhorzinho é só um de dezenas. Que bom que eles estão começando a sair à luz do dia. Engraçado verificar que seu site não contém uma só notícia que não seja para demolir o governo. Nada contra demolir quem quer que seja, mas que tal ver uma notícia ou outra atacando a oposição de vez em quando? Ou então, que constasse em algum lugar a informação de que se trata de propaganda paga pelo governo do sr. fulano de tal. Afinal, estamos falando de um site que tem domínio "ponto org". A agência de publicidade Propeg é org ou ponto com? Esse tal blogueiro antipetista @gravz que foi desmascarado aí é um dos tantos que já promoveram trollagem contra mim. É sobre ele e seu grupo que eu vira e mexe reclamo e falo no twitter, aqui, na rádio... Muita gente acha que é delírio, teoria de conspiração, que esse tipo de militância organizadíssima reptiliana e terrorita só existe do lado dos petistas. Pois eu lido com fake e com senhores como esse regularmente. It's part of the job description como dizem lá em Memphis e Connecticut. Como também sou forçada a tolerar os anti-capitalistas obtusos, um mais óbvio e crasso do que o outro. Outras denúncias virãoAinda bem que hoje temos uma Polícia Federal e uma Receita capazes de dar conta desse tipo de rastreamento com o pé nas costas, as mãos amarradas, de olhos vendados e... debaixo d ' água!

GLOBO DENUNCIA NOVO ESCÂNDALO AÉREO DE AÉCIO

O site da revista Época, das Organizações Globo, publica, neste sábado, uma irônica nota sobre o senador Aécio Neves (PSDB-MG). Assinada pelo jornalista Leandro Loyola, ela informa que Aécio voou de graça, em aeronaves do governo de Minas, entre 2011 e 2012, para escapar de engarrafamentos.
Leia abaixo a nota que faz menção ao Aeroporto de Cláudio, construído pelo governo mineiro, numa área próxima a uma das fazendas do senador:
Senador Aécio usou helicóptero do governo de Minas para escapar de engarrafamento
O senador tucano Aécio Neves voou em helicópteros do governo de Minas Gerais por cinco vezes para se deslocar em Belo Horizonte e pegou carona num avião - também do governo - para viajar da capital mineira até Brasília. Os passeios começaram logo após Aécio deixar o governo de Minas e se estenderam até 2012. Aécio diz que está tudo dentro da normalidade. Ao menos ele não voou até o aeroporto em Cláudio – aquele que foi desapropriado em seu governo nas terras do tio dele. O tom irônico da nota pode ter significados maiores. O mais imediato, o desembarque da Globo do projeto golpista de Aécio, que, na última semana, sugeriu três motivos diferentes para eventual impeachment da presidente Dilma Rousseff (leia mais sobre isso em artigo sobre a coluna de André Singer deste sábado). Voando de graça, em aeronaves públicas, "para escapar de engarrafamento", Aécio perde completamente a autoridade moral para falar em impeachment da presidente Dilma Rousseff. O recado da Globo também pode ter significados a médio prazo. Um processo de impeachment não interessa nada a três postulantes do PSDB à presidência da República: os governadores Geraldo Alckmin, de São Paulo, e Marconi Perillo, de Goiás, além do senador José Serra (PSDB-SP). Ao que tudo indica, Aécio foi abatido em pleno voo na trama do impeachment e também em seu projeto presidencial de 2018.

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Rui Côrtes: MINHA ÚLTIMA CANÇÃO ANTES DO ADORMECER



Querido leitor. Março foi embora e eu não vi passar. Deixou conosco as águas, as listas inconvenientes, a corrupção e a inflação em alta. Tenho passado dias com muito trabalho e muita realização pessoal e profissional. Guarda-mor tem me encantado com suas belezas naturais, com seu povo acolhedor e com uma administração pública séria e competente. Para mim foi um mês de agradecimento e dedicação. Deus tem sido muito generoso. Que assim permaneça em minha vida e na vida de vocês.
O trabalho e o cansaço entraram por uma porta e minha criatividade saiu pela porta dos fundos.  Após várias noites seguidas tentando levar uma mensagem que realmente valesse a pena, acabei desistindo. Concentrei. Liguei o notebook e abri a primeira pasta de músicas. Tomei um café preto. De nada adiantou. Busquei inspiração na minha fonte inspiradora: Dr. José Benedito, mas nem ele conseguiu me abrir a mente. Li e reli todos os noticiários de política e economia na última semana e no final das contas ... brochei. A Dilma perdeu a graça. O PMDB tornou-se um urubu ameaçador. E o PSDB parece que morreu. Credo! A política perdeu a graça ou fui eu que envelheci!
Nem uma coisa. Nem outra. Talvez esse sentimento seja frustração de saber que, apesar de tantas reflexões e debates, muita gente insiste em andar como cobra cega. A maioria persiste em permanecer na Caverna escura de Platão, sob as sombras da ignorância. Ou quem sabe eu seja o errado nessa história. O alienado sou eu e o resto está com a razão. Pra que falar de política se no final ...tudo vai acabar em pizza ...
É quase meia noite. O editor do jornal cobrando pela coluna do mês: “Hoje é o último dia”. Faltam-me força e energia para continuar. Escuto o silêncio. Vou ao banheiro. Tomo mais uma dose de café. O latido do cachorro parece canção de ninar. A cabeça pesa. O sono toma conta de mim ...reluto e com minha última energia do dia ... tento mais uma vez  ... e vendo que fracassei, recorro novamente às canções da máquina brilhante que ilumina meu quarto escuro... De longe, sem bem entender a melodia e a letra ...ouço  minha última canção antes do adormecer ... ouço ... e me pergunto ... e se depois disso tudo nada valer a pena ....ouço e durmo. Ouça você também:

O PREFEITO: Ton Oliveira

“Mamãe, agora eu quero ser prefeito
Garanto que vou me candidatar
Do jeito que já sei mentir bastante
Acho que de hoje em diante minha vida vai mudar

Pra quem me apoiar eu dou abraço
Se fala mal de mim eu dou dinheiro e ele muda
E vai ficar tudo do mesmo jeito
Se eu ganhar para prefeito
É o mesmo "deus nos acuda"

É a cidade esburacada (ai aiai)
E o povo vivendo mal (ui uiui)
Mas quando a coisa ficar preta
Eu invento uma micareta
E faço aquele carnaval

Trago um conjunto da Bahia (ai aiai)
Pago mais do que ele merece (ui uiui)
Se pagar 100 digo é 500
Desviando os 400 meu saldo banqueiro cresce

Ai o povo esquece tudo (ai aiai)
E no embalo desse som (ui uiui)
A cidade fica feliz
E ainda tem gente que diz:
"eita, que prefeito bom!".

APAGUEM A LUZ. 
BOA NOITE E ATÉ O MÊS QUE VEM!

      ruipcortes@yahoo.com.br

Carlos do Ciça: Pavor na Saúde de Vazante

Na década de 1990, nosso saudoso amigo Amarildo do Mariano protagonizou uma cena cômica de pavor na saúde em Vazante. No antigo posto de saúde próximo à Credivaz, onde, hoje, funciona o PSF Central, estava acontecendo uma vacinação em massa que eu já não me lembro contra qual doença. Sei que havia gente de todas as idades, inclusive, um grande número de crianças.
            A vacina ainda era aplicada com aquele instrumento pavoroso, parecido com um revolver de pressão, que provocava uma dor incômoda no braço das pessoas. Claro que a criançada estava aterrorizada com a forma de procedimento da vacina, mas os pais usavam de toda psicologia infantil para tentar acalmá-las.
            A fila de vacinação transcorria normalmente até que chegou a vez do Amarildo ser vacinado. Fazendo cara de machão, com seu matreiro senso de humor, ele arregaçou a manga da camisa, já pensando em atemorizar ainda mais a molecada. Quando a enfermeira disparou o gatilho do aparelho de vacina, Amarildo levou a mão ao braço, curvou o corpo, soltou um longo e exagerado “aaaiiii!” e gritou bem alto: “O trem dói dimais, sô!!!”.
            Ao verem aquele marmanjão aparentando tanto sofrimento de dor, as crianças que ainda não tinham sido vacinadas esbugalharam os olhos e fugiram apavoradas em uma louca debandada do posto de saúde sem que os pais tivessem pernas para alcançá-las.
Conheço algumas daquelas crianças que mesmo depois de adultas continuam com trauma de vacina por causa da peraltice do Amarildo.
            Estou lembrando este fato para alertar que Vazante passa atualmente por um caso bem mais grave de pavor na saúde, setor que obrigatoriamente deveria funcionar bem numa cidade ironicamente governada por um médico.
            Ao invés disso, aumentam a cada dia as reclamações pela péssima qualidade do atendimento nas unidades de saúde e também no Hospital Municipal, onde estariam faltando coisas básicas como produtos de limpeza, materiais de uso clínico e para assepsia.
            Os procedimentos cirúrgicos foram reduzidos por falta de anestesista. A Policlínica Municipal não dispõe de profissionais para atender especialidades médicas que, antes, eram disponibilizadas para a população, incluindo exames de mamografia.
            Com raros doutores que despertam a confiança dos pacientes, o quadro de médicos da prefeitura é insuficiente para a demanda de atendimento no município.
            Nos últimos meses se tornaram comuns as reclamações pela falta de medicamentos na Farmácia Municipal. Dizem que anda faltando até luvas descartáveis para os dentistas nos consultórios odontológicos mantidos pela prefeitura.
            Há também comentários de que a Administração Municipal não teria se interessado pelo agendamento de cirurgias gratuitas de cataratas oferecidas pelo CISALP (Consórcio Intermunicipal de Saúde do Alto Paranaíba), numa clínica oftalmológica de Lagoa Formosa.
            Diante da longa lista de queixas que ouvimos diariamente dos usuários, podemos chegar a uma triste conclusão sobre o fantasma da saúde no desgoverno do prefeito Dr. Zé, um médico que já receitou muito “Boldo e Patos de Minas” quando atendia em João Pinheiro.
            Diferente das crianças que fugiram da vacinação, assombradas pela encenação do Amarildo, a população menos favorecida de Vazante infelizmente não tem para onde correr quando precisa de um bom atendimento na saúde, principalmente em casos de risco de morte.

PS: Com essa recordação do inesquecível amigo Amarildo, expresso meus sentimentos de profundo pesar pelo recente falecimento do seu irmão e também nosso amigo Neguinho do Mariano, solidarizando-me com seus familiares na irremediável consternação pela sua ausência em nossas vidas. Que Deus lhe reserve um bom lugar e conforte a sua família.

                                          (Carlinhos do Ciça)

Pró Infância será inaugurada em Lagoa Grande

O Governo Municipal de Lagoa Grande inaugura no próximo dia 25 a Creche-Escola "Carminda Conceição da Silva"no Bairro Céu Azul. Carminda Conceição da Silva foi diretora da Escola Estadual Santa Terezinha pela primeira vez em 1989, sendo diretora por vários mandatos. Grande parte da população teve influência deste ícone da educação no município lagoagrandense. A solenidade acontece a partir das 18h.

Uma vaga no Cartório Eleitoral de Vazante

O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais abriu no dia 10 de abril, processo de recrutamento e seleção de candidatos para preenchimento de vagas de estágio de nível superior e formação de cadastro de reserva, para as zonas eleitorais do interior. As vagas são nas áreas de Administração e Direito. Interessados deverão entregar documentação completa no Cartório Eleitoral de Vazante até às 18h do dia 24 de abril de 2015. O resultado do concurso sairá a partir de 12 de maio, já o inicio da convocação dos candidatos aprovados é 25 de maio caso não haja recurso nas zonas eleitorais. O estágio terá duração de seis meses. Poderão participar do processo na 295ª zona eleitoral, pessoas residentes no município de Vazante e Guarda-Mor. Para a zona eleitoral de Vazante estará disponível apenas uma vaga na área de Direito. 

Mais informações:
- www.justicaeleitoral.jus.br/arquivos/tre-mg-sgp-estagio-edital-10 
- Cartório Eleitoral das 12h às 18h (Centro de Atendimento à comunidade - CAC).

domingo, 12 de abril de 2015

PROTESTOS MURCHAM NO PAÍS E #ACEITADILMAVEZ BOMBA

Os protestos contra o governo da presidente Dilma Rousseff neste 12 de abril tiveram alcance bem mais limitado do que no último 15 de março, segundo dados da Polícia Militar, em várias capitais. Enquanto isso, a hashtag #AceitaDilmaVez se tornou o assunto mais comentado nos trending topics do Twitter no Brasil e o segundo mais comentado no mundo. Exemplos:
Em Brasília, pelo menos 20 mil pessoas, de acordo com a Polícia Militar (PM), caminharam pela Esplanada dos Ministérios em direção ao Congresso Nacional. Vestidos de verde e amarelo e com bandeiras do Brasil, os manifestantes foram acompanhados por 3 mil policiais. Em março, 45 mil pessoas participaram da marcha na capital, segundo a PM.

Em Belo Horizonte, o protesto se concentrou na Praça da Liberdade. De acordo com a PM de Minas Gerais, por volta de 12h, 3 mil pessoas participavam do protesto. Na manifestação do dia 15 de março, 24 mil pessoas estiveram no local, também segundo a polícia.    
fonte: Agência Brasil

sábado, 11 de abril de 2015

DILMA E "FACEBOOK" PLANEJAM INTERNET GRÁTIS

O governo do Brasil e o Facebook anunciaram uma parceria nesta sexta (10) para implementar o Internet.org, projeto que oferece conexão gratuita no país; o anúncio foi feito na Cúpula das Américas, realizada no Panamá, após uma reunião entre a presidente Dilma Rousseff e o diretor-executivo da rede social, Mark Zuckerberg; Dilma postou foto com ele em seu perfil na rede social; atualmente, o serviço já está disponível em ao menos oito países: Zâmbia, Tanzânia, Quênia, Gana, Colômbia, Índia, Guatemala e Panamá; programa será iniciado na favela de Heliópolis (SP), com o objetivo de alcançar 200 mil pessoas; "Tanto eu quanto a presidente acreditamos que todos devem partilhar dos benefícios sociais e econômicos da conectividade", disse ele; ampliação dos serviços de internet no país foi uma das promessas de campanha de Dilma.

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Cai mais um secretário de José Benedito


Informações dão conta que Leonício Rodrigues  foi exonerado da Secretaria Municipal de Obras de Vazante - SEMOB. Léo Rodrigues como é conhecido foi o terceiro nomeado para o cargo, substituindo Marcos Machado, que havia tomado posse ao lugar do engenheiro Fausto Machado. Léo foi empossado na primeira quinzena de janeiro de 2014.
Léo Rodrigues, ex-comentarista esportivo da Rádio Montanheza,  já havia dirigido a secretaria nos anos 1997 a 2000, na gestão do prefeito Alcides Diniz
Segundo as informações, Léo teria inclusive se despedido de funcionários da SEMOB na tarde desta sexta-feira e que ao seu lugar deve assumir interinamente o Sr. Gilberto Rosa.

Com está já são 27 alterações no secretariado do prefeito José Benedito (PHS). 

Lagamar: Vereador Júlinho (PR) tem mandato cassado

A Câmara Municipal de Lagamar, Noroeste de Minas, cassou o mandato do vereador Júlio Alves Caixeta (PR) nesta sexta-feira (10). A decisão teve oito votos pela cassação e uma abstenção. O vereador cassado e a vereadora Rosana (PR) não puderam votar uma vez que eles estão envolvidos na suposta fraude. Os suplentes Nelson Pereira Gomes e Antônio Teixeira Silva ambos do PMDB foram convocados para votar e votaram pela cassação. Ainda votaram favoravelmente à cassação, o Presidente da Câmara Marcio Antônio Pereira (DEM), Miguel Correa (DEM), Luiz Antônio, (PSB), Luzimar José (PSDB), Wilson Borges (PRTB) e o vereador Lázaro Andrade (PPS). O vereador Virgílio Assis (PSD) absteve de votar. De acordo com o regimento da Câmara, o suplente  Lauri de Farias (PMDB) será empossado dia 14 de abril em reunião solene. O vereador cassado Júlio Aves estava afastado do cargo pela Câmara para exercer o cargo de Secretário de Obras do município de Lagamar. Segundo o Presidente a Câmara, Marcinho (DEM), o suplente deve ser convocado. A sessão extraordinária e a votação demorou aproximadamente duas horas. A votação foi realizada após uma Comissão Processante (CP) aberta em este ano pela Câmara para investigar se o  prefeito da cidade Cássio Marra (PDT) e os vereadores Júlio Alves Caixeta e Rosana participaram de um esquema de fraude de licitações, descobertos pelo morador de Lagamar João Mateus da Silva que levou a denuncia a Câmara Municipal. De acordo com a denúncia a prefeitura fraudou licitação para contratar a empresa DCP Licitações Ltda para contratar caçambas para recolhimento de entulhos e lixo. A prefeitura pagou durante seis meses R$122 mil reais para empresa. O pagamento foi suspenso por liminar concedida pelo juiz da Comarca de Presidente Olegário, Dr Tenório dos Santos. A defesa do vereador cassado Drs. Júlio Júnior e Ana Lucia Braga pediram o arquivamento do processo. Eles alega que Júlio não peoria ser cassado uma vez que quando ocupava o cargo não era e vereador. “Júlio Alves Caixeta” não participou  de nenhuma fraude, ele somente requsitou licitação e hoje esta sendo punido por atos do prefeito municipal” salientou o Dr. Júlio Júnior que é filho do vereador cassado. Segundo o Presidente da Câmara a casa de Leis ainda podem abrir mais dois processos de cassação contra o prefeito Dr. Cássio Marra e a vereadora Rosana.
Entensa o Caso
A Festa das Caçambas como ficou conhecido o caso na cidade de Lagamar começou quando o vereador cassado estava na Secretaria de Obras e contratou a empresa DCP Locações para aluguel de caçambas. Que foram usadas na coleta de lixo e entulhos na cidade. O morador João Meteus resolveu apurar o caso e denunciou na Câmara Municipal. O Presidente Marcinho abriu uma Comissão Processante que apuoru que os vereadores Juio Caixeta e Rosana quando ocuparam  cargo de Secretário de Obras; e o prefeito Dr. Cássio Marra fraudaram o processo licitatório. De acordo com apuração da Comissão foi fraudado o processo licitatório e superfaturado o valor que foi de R$ 22 mil reais mensais sendo pagos durante seis meses totalizando R$ 122 mil. A comissão apurou que o laudo técnico de Atestado de Capacidade  era falso. E qua toda documentação de outras empresas que participaram da licitação foram fraudados pelos denunciados. Uma vez que todos os proprietários das empresas registraram ocorrência policial alegando que tiveram a documentação e assinaturas fraudadas.
Fonte: presidenteolegariohoje.com.br